Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

21/11/2016 12h00

Trabalho temporário

15 Minutos de Cidadania fala sobre os direitos do funcionário temporário

No fim de ano, devido às vendas de Natal, muitos lojistas contratam, por tempo determinado, funcionários para suprir o aumento de demanda.

O que esse trabalhador precisa saber é que ele tem quase todos os direitos do trabalhador permanente: jornada de 8 horas, adicional por trabalho noturno, repouso semanal remunerado, registro em carteira de trabalho, entre outros.

A principal diferença aparece no fim do contrato temporário: o trabalhador não terá direito ao aviso prévio e à multa sobre o saldo do FGTS. Esse é o tema do programa 15 Minutos de Cidadania.

Os convidados são o deputado Chico Alencar (Psol-RJ); o coordenador-geral de Relações do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego, Antonio Artequilino; e o advogado Estevão Mallet.

Participe do programa! Envie suas dúvidas ou sugestões de temas pelo Disque-Câmara 0800 619 619, pelo e-mail radio@camara.leg.br ou pelo Facebook da Rádio Câmara. Suas perguntas serão respondidas por um especialista no quadro “Quero Saber”.

Apresentação - Márcio Achilles Sardi e Verônica Lima



Comentários

Ricardo Augusto | 21/11/2016 18h30
De acordo com as profícuos aula da Professora Liliam de Serviço Social da UnB, o trabalho temporário reflete, entre outras coisas, a sociedade assalariada incompleta da qual o capitalismo à moda brasileira se desenvolve historicamente, contribuindo, em última análise, para arrefecimento das lutas trabalhistas.