Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

25/11/2015 - 09h21 Atualizado em 23/11/2015 - 20h33

Comissão discutirá situação dos cassinos no Brasil nesta quarta-feira

A Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados realizará audiência pública nesta quarta-feira (25) para discutir a situação do turismo no Brasil.

O debate foi proposto pelo deputado Herculano Passos (PSD-SP), que é presidente da Frente Parlamentar em defesa do turismo. Ele quer contribuir para a discussão do marco regulatório dos jogos no Brasil, que está sendo discutido por uma comissão especial na Câmara.

Herculano Passos aponta a geração de empregos e o aumento da arrecadação de tributos como principais vantagens da legalização do jogo no País. "Tem jogos aqui clandestinos que não são taxados, que não é cobrado imposto. Além de regulamentar o jogo, as pessoas que jogam, brasileiros que vão jogar fora, jogariam aqui e o dinheiro ficaria no Brasil e também pessoas de outros países que visitam o Brasil poderiam jogar aqui também trazendo mais recursos de fora para dentro do Brasil."

O marco regulatório dos jogos no Brasil reúne mais de dez projetos de lei sobre a legalização de bingos, cassinos, jogo do bicho, jogos pela internet e caça-níqueis.

Convidados
Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares:
- o assessor da Presidência do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Walter Ferreira;
- o presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), Jaime Recena;
- o presidente da Associação Brasileira de Resorts (ABR), Luiz Daniel Guijarro;
- o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Nérleo Caus de Souza;
- o presidente da Confederação Brasileira de Convention & Visitors Bureaux, Márcio Santiago;
- o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci Júnior;
- o especialista no assunto e ex-vice-presidente da Ceasars International em Las Vegas - EUA, Ciro Batelli; e
- o presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio.

A audiência ocorrerá a partir das 15 horas, no plenário 5.

Da Redação - MB

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Irene Cupello Meinberg | 25/11/2015 - 15h03
Assim como se aposta nos cavalinhos, encontra outras atrações nesse clubes, são restaurantes , vernisagens, shows e etc... Sou totalmente a favor de outras modalidades, cassinos, bingos e toda sorte de entretenimento , no caso de Teresópolis, onde há uma vocação turística seria a nossa salvação da " lavoura" , embora nosso terceiro distrito tenha realmente lavoura. Assim , minha bisavó que jogava legalmente no bicho! Regularizem e recolham os impostos, pois o que está aí, pode sair do controle e é enxugar gelo, mexer na liberdade individual, vi as senhorinhas de 70 anos num delicioso bingo!
Pedro Henrick V Fernandes | 25/11/2015 - 14h31
Tinha era que proibir a Loteria Federal também e colocar esse povo da jogatina pra trabalhar...