Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

28/11/2016 - 14h50

Câmara aprova nome de Itamar Franco para rodovia em Minas Gerais

Alex Ferreira / Câmara dos Deputados
Audiência pública sobre a PFC 25/11, que requer que a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado realize a fiscalização e controle do Programa Antiterrorismo no Brasil. Dep. Lincoln Portela (PRB-MG)
Portela: uma emenda permite que o trecho da BR-267, entre Juiz de Fora e Poços de Caldas, também seja denominado Rodovia Presidente Itamar Franco

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou proposta que denomina "Rodovia Presidente Itamar Franco" a rodovia BR-267, em todo o seu trajeto no estado de Minas Gerais. O novo nome vai, inclusive, substituir a denominação em parte do trecho da rodovia hoje chamado Vital Brasil, entre as cidades de Juiz de Fora e Poços de Caldas.

A medida está prevista no Projeto de Lei 1769/11, do deputado Diego Andrade (PSD-MG), e recebeu parecer pela aprovação do relator na comissão, deputado Lincoln Portela (PRB-MG).

Segundo Diego Andrade, o objetivo da medida é homenagear o ex-presidente Itamar Franco, falecido em 2011, pelo “papel que exerceu pela democracia em nosso País”.

O texto foi aprovado com uma emenda acatada na Comissão de Viação e Transportes. A emenda revoga a Lei 8.927/94, que atribuiu o nome “Rodovia Vital Brasil” ao trecho da BR-267 entre Juiz de Fora e Poços de Caldas, para permitir que todo o trecho de Minas Gerais seja denominado “Rodovia Presidente Itamar Franco”.

Com quase 2 mil quilômetros de extensão, a BR-267 se inicia na cidade mineira de Leopoldina, e se estende por até Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul.

Tramitação
Por tramitar em caráter conclusivo, o texto será encaminhado agora ao Senado, a menos que haja recurso para que seja analisado também pelo Plenário da Câmara dos Deputados. A proposta havia sido aprovada anteriormente também pelas comissões de Viação e Transportes; e de Cultura.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Regina Céli Assumpção

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'