Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

19/04/2017 - 11h49 Atualizado em 19/04/2017 - 14h58

Comissão da reforma da Previdência prevê início da votação em 2 de maio

Assista ao vivo

A Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 287/16) chegou a um acordo para a apresentação do parecer do relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA). Com isso, parlamentares contrários à proposta se comprometeram a não obstruir os trabalhos.

Hoje, após a leitura, haverá pedido de vista coletivo. O debate será iniciado na próxima terça-feira (25), podendo ser estendido até quinta-feira (27). A votação na comissão especial deverá ser iniciada no dia 2 de maio.

Saiba mais sobre a tramitação de PECs

Ontem, Arthur Oliveira Maia apresentou uma versão preliminar do relatório, fixando a idade mínima de aposentadoria em 62 anos para as mulheres e em 65 anos para os homens após um período de transição de 20 anos. Ou seja, o aumento seria progressivo, começando em 53 e 55 anos, respectivamente, na data da promulgação da emenda.

O texto mantém em 25 anos o tempo mínimo de contribuição para acesso ao benefício, que será igual a 70% da média de todos os salários de contribuição desde julho de 1994. Após 25 anos de contribuição, cada ano seria contado a mais, possibilitando a obtenção de 100% da média aos 40 anos de contribuição.

Acompanhe a transmissão ao vivo também pelo canal da Câmara no YouTube.



Comentários

Sueli carvalho | 20/04/2017 - 20h41
Um absurdo essa reforma ... roubam , recebem propinas e vem tirar do bolso de quem pagou ... para com isso então ... suspende a retenção ... como vamos trabalhar até 65 anos ... não vamos aceitar nada disso ... vamos pra rua atras de nossos direitos
SALMA NAZIRA | 20/04/2017 - 15h17
sE ESTA REFORMA PASSAR, QUEM SOFRERÁ MUITO, ALÉM DO PRÓPRIO SERVIDOR, A JUSTIÇA QUE FICARÁ SOBRECARREGADA DE AÇÃO REQUERENDO O DIREITO ADQUIRIDO. e AI, COMO FICA???? E VERIFICARAM NO TEXTO QUE OS DEPUTADOS SÓ SERÃO ATINGIDOS APÓS 2020??? ELES VOTANDO CONTRA O POVO BRASILEIRO QUE POUCO GANHA; MAS RESGUARDANDO OS BENEFÍCIOS DELES. DEPOIS O PRESIDENTE VEM FAZER PALESTRA PARA OS FUTUROS EMBAIXADORES QUE DEVEM LUTAR PARA QUE O BRASIL NÃO SEJA COLOCADO COM IMÁGEM DE UM "PAISECO". É DE RIR, PARA NÃO CHORAR.
Pasqua | 19/04/2017 - 19h14
Esse Congresso não tem moral para aprovar uma Reforma dessa que vai mexer com avida de milhões de brasileiro.Primeiro deveriam passar esse governo a limpo para depois proporem reformas.A Reforma é necessária?Acredito que sim, mas não da forma como foi apresentada e estão querendo nos empurrar. NÃO CONCORDO EM PAGAR O PATO POR CONTA DA MÁ ADMINISTRAÇÃO DESSES GOVERNOS