Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Trabalho e Previdência > Câmara aprova regulamentação da profissão de tecnólogo
  • Compartilhar no Google+
27/03/2013 - 13h36

Câmara aprova regulamentação da profissão de tecnólogo

Arquivo/ Luiz Alves
Fátima Bezerra
Fátima Bezerra relatou e defendeu a aprovação da proposta.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou hoje proposta que regulamenta o exercício da profissão de tecnólogo, que será privativa dos diplomados em cursos superiores de tecnologia reconhecidos oficialmente. A medida está prevista no Projeto de Lei 2245/07, do deputado Reginaldo Lopes (PT-MG).

A relatora, deputada Fátima Bezerra (PT-RN), defendeu a aprovação da proposta. O texto já havia sido aprovado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Educação. Como ele tramita de forma conclusiva, será enviado ao Senado, a menos que haja recurso para análise pelo plenário da Câmara.

Qualificação
Reginaldo Lopes acredita que a proposta deverá estimular a qualificação dos profissionais no País. “O Brasil vive um apagão de mão de obra. A maior parte dos países desenvolvidos tem até 60% de seus estudantes em cursos técnicos profissionalizantes. Com a regulamentação, damos cidadania a milhões de brasileiros que investiram tempo em cursos de tecnologia e não tiveram suas profissões reconhecidas”, argumentou.

Pela proposta, entre as atividades dos tecnólogos estão:

  • análise dados técnicos, desenvolver estudos, orientar e analisar projetos;
  • supervisão e fiscalização dos serviços técnicos dentro das suas áreas de competência contempladas no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia do MEC;
  • consultoria, assessoria, auditoria e perícias;
  • ensino, pesquisa, análise, experimentação e ensaio;
  • condução de equipes de instalação, montagem, operação, reparo e manutenção de equipamentos.

De acordo com o PL 2245/07, os tecnólogos deverão solicitar o registro nas ordens ou nos conselhos de fiscalização profissional de acordo com a sua área de atuação.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Carolina Pompeu
Edição – Patricia Roedel

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Sérgio Augusto Abreu Cruz | 13/12/2014 - 11h22
Abreugrafia de uma sociedade, em que a minoria (por Interesses próprios) contrapõe o desejo e o anseio da maioria, neste caso os milhares de Tecnólogos formados, bem como os que estão formando atualmente. Tal ato, defini uma sociedade, onde as promessas políticas dos mandatários se fazem somente em épocas de eleições, caindo no esquecimento após suas realizações. O Senhor Luiz Inácio Lula da Silva e seus sucessores, representantes político do PT, fizeram a promessa de legalizar a Profissão de Tecnólogo e apesar de ser aprovado pelas comissões pertinentes (A Comissão de Constituição e Justiça
MARIO LUCIANO | 26/11/2014 - 11h09
Realmente, como pode, uma Lei que beneficiará mais de (3)milhões de alunos formados, já se passaram 7 anos e ainda não está sancionada.um tecnologo ja tem cbo 2149-35,ja pode se filiar ao CREA e NÃO PODE TRABALHAR, pois ainda a nossa profissão não é reconhecida legalmente. NÃO DÁ MAIS PARA ESPERAR, SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA, OLHE PARA OS MILHÕESS DE BRASILEIRO QUE INVESTIRAM TEMPO E DINHEIRO EM UMA PROFISSÃO PARA O BRASIL, E NÃO PODEM TTRABALHAR POIS OS SENHORES NÃO VOTAM A MATÉRIA, APROVAÇÃO JAÁÁÁÁÁÁÁÁÁAÁÁ.
Fábio Verneck | 30/10/2014 - 19h12
Precisamos de vocês, estamos aguardando ansiosos para finalizar a tramitação. Contamos com vocês depudados. Att. Fábio Verneck (Tecnólogo em Fabricação Mecânica)
  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal