Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

19/10/2017 - 09h01

Audiência debate exigências orçamentárias de novo avião cargueiro da FAB

José Cruz/Agência Brasil
Aeronave KC-390, novo avião cargueiro projetado pela Força Aérea Brasileira (FAB)
Avião cargueiro KC-390

A Comissão Mista de Orçamento realiza nesta quinta-feira (19) audiência pública para debater as necessidades orçamentárias relacionadas ao projeto do novo avião cargueiro da Força Aérea Brasileira (FAB), o KC-390.

O deputado Victor Mendes (PSD-MA), autor do requerimento para o debate, ressalta que “o avião KC-390, produzido pela Embraer, vem sendo considerado uma mudança de paradigma quando o assunto se relaciona com os cargueiros utilizados pelos países em operações militares”.

“Nos últimos 60 anos, o avião que vem sendo o cargueiro principal nesse tipo de ação é o Lockheed Martin C-130 Hercules, criado em 1954. Agora, a expectativa é transformar o KC-390 no novo Hercules, o que significaria a venda de cerca de 700 desses aviões no mundo nas próximas duas décadas. A FAB, por sua vez, já encomendou 28 jatos”, afirma o deputado.

Victor Mendes destaca, entre as características do avião: parte da fuselagem blindada; sistemas para despistar mísseis; fly-by-wire (sistema eletrônico que substitui os velhos cabos e sistemas hidráulicos dos aviões de projeto mais antigo); motores a jato que permitem alcançar velocidade de 870 km/h.

Produção
O deputado lembra que o KC-390 começou a ser produzido em 2007, “saindo de fato do papel somente em 2015”. "O cargueiro deve fazer a sua estreia na FAB em 2018, e a Força Aérea de Portugal está em negociação para a aquisição de cinco unidades. Outros países da Europa e também da América do Sul demonstraram interesse. Pela importância do projeto, é fundamental a suplementação orçamentária nas ações de aquisição e desenvolvimento do cargueiro tático militar”, diz Mendes.

Foi convidado para a audiência o presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (Copac/Brasília), brigadeiro-do-ar Marcio Bruno Bonotto.

A audiência está marcada para as 10 horas, no plenário 2, e poderá ser acompanhada ao vivo pelo WebCamara.

Da Redação
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'