Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

28/06/2016 - 15h06

Comissão aprova repasse de recursos para batalhões de choque das Polícias Militares

Lucio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados
Carlos Henrique Gaguim
Carlos Henrique Gaguim: recursos do Fundo Penitenciário podem contribuir para a formação mais completa de profissionais e colocar equipamentos modernos à disposição dos policiais

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, da Câmara dos Deputados, aprovou o Projeto de Lei Complementar 162/15, do deputado Mandetta (DEM-MS), que permite aos batalhões de choque das Polícias Militares receberem recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen).

O dinheiro deve ser usado para a aquisição de material permanente, equipamentos, armamento, capacitação ou compra de veículos. A proposta altera a Lei Complementar 79/94, que criou o Funpen.

O objetivo, segundo o autor, é evitar o sucateamento de diversas estruturas das Polícias Militares. “Sem condições de renovar a frota, muitas dessas polícias vêm recorrendo à terceirização de veículos”, disse.

Segundo o relator, deputado Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO), os recursos do fundo podem contribuir para a formação mais completa de profissionais e colocar equipamentos modernos à disposição dos policiais.

Tramitação
A proposta tramita com prioridade e será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação e Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser apreciada em Plenário.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Emanuelle Brasil
Edição – Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Erasmo Neto | 30/06/2016 - 11h53
Lenda rodoviária: na lenda dizia que era necessário privatizar a administração da rodovia Presidente Dutra,pois a arrecadação dos pedágios não era suficiente para pagar a empresa que recolhia o dinheiro nos postos de pedágio e outros serviços,curioso não tinha comentário em relação a rodovia Anchieta que liga Santos a São paulo?Visto que também cobrava pedágio na época. A lenda é antiga e não trazia assinatura.
Lisandro Barros | 30/06/2016 - 08h31
Tem que investir nos Agentes Penitenciários,que aqui em MG ,que 70% são contratados e não temos Lei Orgânica e os presídios caindo aos pedaços! PMMG e de responsabilidade do Estados! ????
Erasmo Neto | 30/06/2016 - 08h21
A função da policia é manter a ordem,entre pseudos cidadãos que não respeitam as ordem gerais de organização da sociedade,onde estão inseridos.Temos três esferas de governo,mas o medo dos políticos é ser controlado,portanto criam instituições para ter comando,segundo os interesses do grupo politico local.Não é a policia que concebe e gera conflitos,somos nós que por falta de autocritica,de autocontrole,resolvemos enfrentar indivíduos treinados para agir,agir e não adivinhar se é criminoso ou honesto.Ou esta escrito no carro,na testa,sou criminoso.