Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

18/06/2015 - 08h59

Trabalho discute valorização das polícias Civil e Militar e dos Bombeiros do DF

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público discute em audiência pública a valorização das carreiras da Polícia Civil, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro Militar do Distrito Federal (DF).

O evento foi solicitado pelo deputado Laerte Bessa (PR-DF). Ele ressalta que a violência no Brasil tem crescido nos últimos anos e que a capital da República não está imune a este evento.

“De fato, o enfrentamento da criminalidade urbana é um fenômeno complexo, mas passa obrigatoriamente pela atuação das forças de segurança, em especial a Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiro Militar”, observa o parlamentar.

Atuação eficaz
Para que essa atuação seja cada vez mais eficaz, “é necessário que haja, também, um investimento nos recursos humanos das instituições, notadamente com a reestruturação das respectivas carreiras, o que possibilitará um alento aos agentes da segurança pública que dedicam suas vidas diuturnamente para a proteção da coletividade”.

“A reestruturação das carreiras nada mais é do que o reconhecimento por parte do Poder público pelos esforços empreendidos por estes profissionais em defesa da sociedade civil e dos diversos organismos nacionais e internacionais que se encontram situados na capital da República”, argumenta Laerte Bessa.

Convidados
Foram convidados para discutir o assunto com os integrantes do colegiado:
- o presidente da Frente Parlamentar da Segurança Pública, deputado Alberto Fraga (DEM-DF);
- o secretário de Segurança Pública e Paz Social do DF, Arthur Trindade;
- o secretário da Casa Militar do Governo do Distrito Federal, coronel Cláudio Ribas de Souza;
- o diretor-geral da Polícia Civil do Distrito Federal, Eric Seba;
- o comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal, coronel Florisvaldo Ferreira César;
- o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, coronel Hamilton Santos Esteves Júnior.

A audiência ocorrerá no plenário 12, a partir das 10 horas.

Da Redação – NA

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'