Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

16/04/2018 - 18h37

Câmara homenageia os 20 anos da criação da carreira de analista de comércio exterior

Homenagem foi feita em sessão solene realizada nesta segunda-feira (16)

A Câmara dos Deputados homenageou, nesta segunda-feira (16), em Sessão Solene requerida pelos deputados Érika Kokay (PT-DF) e Nelson Pellegrino (PT-BA), os 20 anos da criação da carreira de analista de comércio exterior do Governo Federal.

De acordo com a deputada, a carreira está ligada ao desenvolvimento industrial, comercial e agrícola do Brasil. “Essa carreira representa não apenas levar para o mundo os interesses de vários segmentos fundamentais para a geração de emprego; ela também defende a soberania nacional”, afirmou.

Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Homenagem aos Vinte Anos da Criação da Carreira de Analistas de Comércio Exterior do Governo Federal
Câmara homenageou nesta segunda-feira os 20 anos da criação da carreira de analista de comércio exterior

Kokay citou alguns dos programas criados a partir dessa carreira, como o Inovativa Brasil, de aceleração de startups. O programa ajuda empreendedores e inovadores que têm boa tecnologia mas pouco conhecimento e experiência em negócios, orientando os primeiros passos no mercado.

Em mensagem enviada ao Plenário, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ressaltou que, ao longo das últimas duas décadas, os analistas de comércio exterior foram motores e testemunhas de grandes transformações. "No momento em que se procura modernizar e fortalecer esse comércio, é justo e oportuno homenagear a contribuição de quem se dedica todos os dias à realização de objetivos tão relevantes para o país", afirmou.

Ele também destacou os avanços experimentados pelo Brasil durante esse período. "Cresceu nossa relevância no cenário mundial e o comércio exterior passou a representar fatia cada vez maior do PIB brasileiro", lembrou Maia.

Carreira
A carreira de analista de comércio exterior foi criada em 1998 num contexto de profissionalização do comércio entre o Brasil e outros países, com a meta de elevar a competitividade e a inovação da indústria brasileira e de ampliar os investimentos e o volume do comércio internacional dos setores produtivos.

Grande parte dos analistas têm atuação no Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Eles trabalham na formulação, implementação, controle e avaliação de políticas públicas relacionadas ao aumento do nível de competitividade e inovação na indústria, comércio e serviços.

Em virtude da crescente complexidade do cenário comercial mundial, os quadros da carreira foram ampliados de 280 cargos, em 1998, para os atuais 730 cargos.

Reportagem – Larissa Galli
Edição – Ana Chalub

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'