Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

08/02/2018 - 17h03

Deputado de Roraima alerta para situação crítica no estado com a chegada de imigrantes venezuelanos

Remídio Monai sugeriu ao governo o fechamento temporário da fronteira. Já o relator da lei de migração, deputado Orlando Silva, considerou a ideia "absurda"

Deputado de Roraima alerta para situação crítica com a chegada de imigrantes venezuelanos ao estado e sugere o fechamento da fronteira. Uma comissão de ministros do governo federal foi a Roraima nesta quinta-feira (8), onde se encontrou com autoridades na Base Aérea de Boa Vista.

Estimativas apontam que cerca de 40 mil venezuelanos moram atualmente em Boa Vista, o que representa 12% da população. Segundo a Polícia Federal, só no ano passado 16 mil imigrantes da Venezuela entraram com pedido de refúgio em Roraima.

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Audiência pública sobre o aprimoramento e regulamentação do Sistema Nacional de Viação - SNV. Dep. 	Remídio Monai (PR - RR)
Remídio Monai pede a redistribuição dos refugiados

Os refugiados chegam ao país principalmente pela cidade fronteiriça de Pacaraima, fugindo da crise desencadeada por fatores como queda do preço do petróleo, alta da inflação e escassez de alimentos.

De acordo com o deputado Remídio Monai (PR-RR) o estado não tem mais condições de receber os refugiados. Ele sugere o fechamento temporário da fronteira, e pede que o governo federal redistribua os refugiados.

"40 mil pessoas, a nível de Brasil, que tem 200 milhões de habitantes, não são praticamente nada, mas quando você coloca 40 - e nós achamos que aqui tem umas 70 mil pessoas numa cidade de 300 mil habitantes - as praças estão tomadas, os hospitais estão tomados, então virou o caos a cidade. Nós propomos ao presidente que ele fechasse a fronteira provisoriamente e buscasse uma solução para esse problema", destacou.

Missão oficial
Os ministros Torquato Jardim, da Justiça; Raul Jungmann, da Defesa; e Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional, foram a Roraima a caminho de missão oficial no Suriname. Os ministros tinham marcado reunião para a manhã desta quinta-feira com a governadora do estado, Suely Campos, no palácio do governo. Mas a comitiva transferiu o encontro para a Base Aérea de Boa Vista.

A governadora não gostou nada da decisão, e se recusou a comparecer: disse que não iria discutir um assunto tão importante no saguão de um aeroporto.

Renato Araújo/Câmara dos Deputados
Ato solene de instalação  sobre a refundação da Frente Negra Brasileira. Dep. Orlando Silva (PCdoB - SP)
Orlando Silva: países na Europa que tentaram fechar suas fronteiras criaram novos tensionamentos

Lei de Migração
O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) relatou na Câmara a nova Lei de Migração (13.445/17), que prevê, entre outros pontos, a garantia dos direitos dos migrantes em condição de igualdade com os nacionais. Ele discorda da ideia de fechamento de fronteiras.

"Eu considero um absurdo, eu considero que é uma proposta xenófoba, que deveria ser excluída da mesa. Nós assistimos na Europa alguns países que tentaram fechar as suas fronteiras. Primeiro, que só aumenta a crise, porque você vai ter uma barreira de contenção, vai continuar tendo um fluxo de pessoas para a região de fronteira, vai se criar um ambiente de tensionamento muito forte e na prática isso não vai acontecer", avaliou.

Para Orlando Silva, a solução para o problema precisa ser negociada com países amigos da Venezuela, como Colômbia e Brasil, de forma a garantir os direitos dos migrantes sem sacrificar a população brasileira.

Reportagem - Paula Bittar
Edição - Geórgia Moraes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'