01/01/2019 - 15h38

Bolsonaro promete reformas estruturantes e fim de políticas ideológicas

Em seu primeiro discurso como presidente da República, Jair Bolsonaro pontuou diversas vezes a sua atuação contra políticas ideológicas. Na economia, destacou reformas estruturantes para estimular o livre mercado e a eficiência, além do compromisso de que o governo não vai gastar mais do que arrecadar.

"Aproveito este momento solene e convoco cada um dos congressistas para me ajudarem na missão de restaurar e reerguer a nossa pátria, libertando-a definitivamente do julgo da corrupção, da criminalidade, da irresponsabilidade econômica e da submissão ideológica", disse

Destacou ainda que vai atuar para fortalecer e revigorar a democracia brasileira e defendeu que o brasileiro possa ter armas, que os policiais tenham respaldo legal para sua atuação e que as escolas sejam livres de ideologia.

"Vamos unir o povo, valorizar a família, respeitar as tradições judaico-cristãs, combater a ideologia de gênero. O Brasil voltará a ser um país livre de amarras ideológicas", afirmou.

"Montamos nossa equipe de forma técnica, sem viés político, que tornou o Estado ineficiente e corrupto. Realizaremos reformas estruturantes, que serão essenciais para a saúde financeira e sustentabilidade das contas públicas. Precisamos criar um círculo virtuoso e abrir nossos mercados para o comércio internacional".

Reportagem - Carol Siqueira
Edição - Wilson Silveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'