19/12/2018 - 12h23

Medalha Mietta Santiago será entregue a cinco mulheres em 2019

Arquivo Pessoal
História do Brasil - Mietta Santiago, a mulher que questionou a constitucionalidade da proibição do voto feminino no Brasil
Mietta Santiago: primeira mulher a exercer plenamente os direitos políticos no Brasil

A Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados escolheu as pessoas que serão agraciadas com a Medalha Mietta Santiago de 2019.

A condecoração foi criada no ano passado para homenagear iniciativas relacionadas aos direitos das mulheres e é entregue anualmente em março, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher (8).

Receberão a homenagem em 2019:

  • A doutora em Bioquímica Debora Foguel, que tem se dedicado ao estudo dos mecanismos responsáveis pelo desdobramento incorreto das proteínas, que levam à formação de agregados amiloides, responsáveis por doenças como Alzheimer, Parkison e Polineuropatia Amiloidótica Familiar (PAF).
  • A jovem cientista Gabriela Barreto Lemos, que desenvolveu uma pesquisa inovadora, que permite a captação de fotografias através da reprodução de pequenos feixes de partículas, possibilitando a construção de uma imagem que não é visível a olho nu (como um ferimento interno ao corpo humano).
  • Marielle Franco, que foi assassinada em março, no Rio de Janeiro. Militante na área dos direitos humanos, atuou em organizações da sociedade civil como a Brasil Foundation e o Centro de Ações Solidárias da Maré (Ceasm). A então vereadora foi coordenadora da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), onde prestou auxílio jurídico e psicológico a familiares de vítimas de homicídios ou policiais vitimados.
  • A professora Gina Vieira Ponte, que se destacou pela idealização e execução do Projeto Mulheres Inspiradoras, no qual discute com os alunos o papel da mulher na sociedade, valorizando a figura feminina por meio da leitura de obras de autoria feminina, estudo da biografia de grandes mulheres e dinâmicas com mulheres inspiradoras das comunidades dos alunos.
  • A médica Beatriz Bohrer de Amaral, que realiza trabalho de promoção da saúde da mulher, no diagnóstico precoce do câncer de mama e da osteoporose. Introduziu os métodos linfonodo sentinela e tomossíntese mamária e o uso da densitometria óssea no Estado do Rio Grande do Sul. Coordena o Projeto Mulher & Saúde, que tem como objetivo de informar as mulheres sobre hábitos e cuidados necessários para promover a sua saúde e a de sua família.

História
Mietta Santiago é o pseudônimo de Maria Ernestina Carneiro Santiago Manso Pereira. Nascida em Varginha (MG), ela questionou, por meio de um mandado de segurança em 1928, a proibição do voto feminino no Brasil, afirmando que isso violava a Constituição então vigente, que não vetava esse voto. Conseguiu assim o direito de votar e o de concorrer ao cargo de deputada federal.

Da Redação - MB

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'