Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

04/12/2017 - 09h46

Rodrigo Maia espera votar reforma da Previdência ainda neste ano

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou neste domingo (3) que espera votar a reforma da Previdência ainda neste ano (PEC 287/16). Após reunião na residência oficial com líderes e presidentes de partidos da base do governo, Maia informou que os parlamentares vão trabalhar para construir as condições de se votar a reforma.

“Fizemos uma reunião com os partidos da base e saímos da reunião com expectativa muito grande de conseguir reunir os votos destes partidos que somam mais de 320 votos”, disse Maia.

O presidente não quis marcar uma data para pautar o texto no Plenário. “Estou tratando de expectativa, espero que a gente tenha condições de votar a reforma nesse ano que vai dar um resultado fundamental para o crescimento do Brasil.”

Rodrigo Maia voltou a defender a reforma como uma oportunidade para o Brasil crescer e recuperar a economia. “Nós vivemos hoje um momento muito importante, em que o Brasil vai escolher um caminho: ou o caminho da responsabilidade fiscal ou o caminho da perda de tudo o que foi construído”, disse.

Maia reafirmou ainda que a reforma não mexe em nenhum direito trabalhista. “Essa reforma excluiu tudo aquilo que tinha dúvidas sobre qualquer retrocesso em relação ao trabalhador mais pobre”, afirmou.

 

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Cícero | 08/12/2017 - 13h12
Caro DETALHES: quem votar contra a reforma, estará contra o país! Texto muito esclarecedor sobre a Reforma, irá combater sim os privilégios e favorecer os que ganham menos: Pesquisem: "texto que destrói os 25 argumentos mais utilizados por quem é contra a reforma da Previdência".
Antonio Carlos Rocha | 06/12/2017 - 14h12
Para as Petroliferas, isenção de trilhões que beneficiariam o Brasil e o povo brasileiro, mas querem retirar do povo os direitos adquiridos,com essa reforma da Previdência. Justamente quem não tem qualquer moral, aqueles que não se submetem às regras de aposentadoria como todo o brasileiro querem prejudicar o povo. mas estamos atentos. Em 2018 SABEREMOS DAR O TROCO.
DETALHES PARA APROVAR A REFORMA DA PREVIDÊNCIA | 06/12/2017 - 14h11
Cicero, você citou uma matéria jornalística que na pagina 66 do relatório da CPI do Senado, a ANFIP reconhece o déficit na previdência. Pode informa "a busca no google" para ler a matéria? Acredito que o Brasil depende das reformas - como qualquer outro país -, mas que sem respostas não receberá apoio da sociedade: 1°) recursos dos programas sociais financiam os juros da dívida pública? 2°) pedirão a redução das isenções e renúncias previdenciárias? 3°) houve melhora na fiscalização? 4°) estão cobrando a dívida ativa previdenciária? 5°) e o reequilíbrio do financiamento do sistema rural?