Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

04/12/2017 - 08h32

Comissões gerais discutem estrutura dos bancos públicos e mudanças climáticas

Duas comissões gerais estão agendadas para esta semana na Câmara. Nesta terça-feira (5), o Plenário vai discutir os impactos da reestruturação dos bancos públicos na economia brasileira.

Segundo o deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA), um dos autores do requerimento para realização do debate, a questão é central é discutir a defesa da soberania nacional.

"O objetivo é discutir como os bancos públicos podem ajudar na recuperação da economia e no investimento que o Brasil tanto necessita. Nós verificamos que a reestruturação vai na contramão de ter um banco público com esse papel; por exemplo, o BNDES tem sido esvaziado."

Clima
Já na quinta-feira (7), os deputados vão debater as mudanças climáticas e as metas estabelecidas no Acordo de Paris. O presidente da Comissão de Meio Ambiente, Nilto Tatto (PT-SP), um dos autores do requerimento que propôs o evento, explica o momento é oportuno de trazer esse debate para Câmara e levantar os projetos que necessitam do apoio dos deputados para avançar. “Uma das matérias é que acabamos de aprovar na Câmara é a emenda Doha para fazer com que o Brasil avance no cumprimento da meta de reduzir a emissão de gases de efeito estufa."

O Acordo de Paris para Mudança do Clima foi ratificado no fim de 2015, por quase 200 países, entre os quais os Estados Unidos e a China, os dois maiores poluidores do mundo. O objetivo é fortalecer a resposta global à ameaça da mudança do clima e de reforçar a capacidade dos países para lidar com os impactos decorrentes dessas mudanças. Porém, o presidente americano Donald Trump anunciou a retirada dos EUA do acordo.

As duas comissões gerais serão realizadas no Plenário Ulysses Guimarães, a partir das 11 horas.

Reportagem - Luiz Gustavo Xavier
Edição – Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'