Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

23/05/2017 - 20h02 Atualizado em 06/06/2017 - 15h10

Paulo Maluf e Celso Jacob dizem que vão recorrer de condenações no Supremo

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta terça-feira (23) os deputados Paulo Maluf (PP-SP) e Celso Jacob (PMDB-RJ). Os dois parlamentares negam as acusações, e ambos anunciam que vão recorrer.

Por 4 votos a 1, Maluf foi condenado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de reclusão, em regime fechado, além da perda do mandato, do pagamento de multa e de outras sanções, pelo crime de lavagem de dinheiro entre 1998 e 2006, por meio de contas e fundos na Ilha de Jersey (Reino Unido).

Em nota, a defesa de Maluf destacou que a decisão dos ministros na Ação Penal 863 não foi unânime. “O deputado segue confiando na Justiça e aguardando a decisão final do Plenário do Supremo”, conclui o texto.

No caso de Jacob, os ministros rejeitaram recurso e mantiveram condenação da Primeira Turma, definida em 2016, a 7 anos e 2 meses no regime semiaberto, mais multa, pelos crimes de falsificação de documento público e dispensa indevida de licitação.

Segundo Ação Penal 971, na época dos fatos, em 2002, ele era prefeito de Três Rios (RJ). Ao jornal O Globo, Jacob disse que ainda discutirá o novo recurso com advogados.

Da Redação - RM
Com informações do Supremo Tribunal Federal

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'