Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Política > Para Maia, novo pacto federativo e reforma tributária só serão possíveis após reorganizar a Previdência
16/05/2017 - 12h52

Para Maia, novo pacto federativo e reforma tributária só serão possíveis após reorganizar a Previdência

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, defendeu nesta terça-feira (16) que, após a votação da reforma da Previdência, a Câmara inicie as discussões sobre o novo pacto federativo e a reforma tributária. Segundo ele, só é possível enfrentar as distorções e os problemas financeiros dos entes federativos após a reorganização do deficit da Previdência.

Maia participou da abertura da 20ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios e criticou a concentração de recursos públicos na União em prejuízo dos estados e municípios.

“Antes da reforma da Previdência, que organize o estado brasileiro, é impossível a gente conseguir fazer uma discussão verdadeira sobre o pacto federativo e reforma tributária”, afirmou.

“Como se faz uma reforma tributária, por exemplo, se todos têm problemas financeiros hoje? Como vai se constituir um fundo para compensar estados e municípios, se o próprio governo federal tem um deficit que é crescente e uma previdência que será insolvente em curto prazo, se nada for feito? ”, questionou.

Rodrigo Maia defendeu ainda a flexibilização de despesas da União, estados, Distrito Federal e municípios para que os recursos públicos sejam melhor aplicados em saúde, educação e segurança pública.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal