Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Política > Rodrigo Maia defende mudanças no sistema político-eleitoral
15/03/2017 - 14h20

Rodrigo Maia defende mudanças no sistema político-eleitoral

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, defendeu nesta quarta-feira (15) o sistema proporcional de lista fechada com financiamento público como alternativa ao atual sistema político-eleitoral brasileiro.

Antônio Cruz/Agência Brasil
Fotos do dia - Rodrigo Maia Michel Temer Eunício Oliveira Gilmar Mendes
Presidentes do Senado, da República, do TSE e da Câmara reunidos para discutir mudanças no sistema político-eleitoral

Após reunião no Palácio do Planalto com os presidentes da República, Michel Temer, do Senado, Eunício Oliveira, e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, Maia informou que, na próxima quarta-feira (22), uma reunião entre técnicos do TSE, consultores da Câmara, do Senado e integrantes da comissão da reforma política vai debater o assunto.

Rodrigo Maia destacou que a mudança no sistema pode, por exemplo, aumentar a participação da mulher na política e fortalecer o debate ideológico. Ele afirmou que não há perspectiva do retorno do financiamento de pessoa jurídica e nem a cultura do financiamento de pessoa física no País, por isso é importante buscar um fundo eleitoral público.

“A democracia tem que ser financiada, não tem alternativa. O que melhor se adequa ao financiamento público exclusivo, ou quase exclusivo, e que tem o sistema com um custo menor, é a lista fechada”, justificou.

Distorções
O ministro Gilmar Mendes afirmou que o atual sistema político-eleitoral brasileiro permitiu distorções que precisam ser corrigidas. Mendes também disse que é preciso buscar um sistema eleitoral compatível com o financiamento público de campanhas.

“Estamos preocupados com o mau desenvolvimento do sistema político-eleitoral. Não adianta falar em criar um sistema público de financiamento com o sistema que nós temos de lista aberta. Isso que permitiu essa proliferação enorme de partidos, a dificuldade de financiamento e todas essas distorções do modelo”, afirmou.

Nota oficial
Em nota, os presidentes destacaram que há amplo consenso sobre a necessidade e a urgência de reforma do sistema político-eleitoral brasileiro. Entre os objetivos da reforma estão a busca pela racionalização do sistema, a redução dos custos das campanhas, o fortalecimento dos partidos e a maior transparência das regras eleitorais. “Essa realidade incita os Poderes da República e a sociedade civil a se unirem para a efetivação das mudanças que levem a uma melhora expressiva na representação política nacional.”

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

ALEXANDER | 19/03/2017 - 16h26
Sinceramente, nunca votei em partido e sim no candidato, mesmo sabendo que o eleito "tem" que seguir as diretrizes do partido. Não me agrada votar em um partido para o partido decidir quem vai assumir a cadeira, pela sua conveniência. Ou seja, quem está lá certamente continuará e manterá o foro privilegiado se blindando de julgamentos mais efetivos. Jogada de mestre Excelentíssimos políticos!
FRANCISCO PEREIRA DE SOUSA | 19/03/2017 - 16h06
Não só Rodrigo Maia, mas toda a sociedade brasileira. Tudo que fizeram até agora em termos político-eleitoral não deu certo. Basta, ver o abismo que o país está metido. Vão buscar lá fora um modelo que possa angariar novas matizes de razoabilidade na política brasileira. Agora só falta inteligência e vontade política. Não concordo em financiar campanhas eleitorais com o nosso dinheiro.
Clau | 16/03/2017 - 22h06
Os senhores querem lista fechada? Eu topo, desde que a lista não contenha nenhum indiciado, réu, condenado em primeira instância, ou seja nome limpo ao extremo. Voces topam?
  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal