Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

18/03/2016 - 11h42

Projeto de Hauly suspende MP que deu status ministerial ao Gabinete da Presidência

DEP LUIZ CARLOS HAULY
Hauly: Presidente editou a MP apenas para abrigar o ex-presidente Lula na Casa Civil da Presidência
O deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) apresentou Projeto de Decreto Legislativo (PDC 331/16) para suspender os efeitos da Medida Provisória (MP) 717/16  editada na quarta-feira (16) pela presidente Dilma Rousseff. A MP cria o cargo de ministro chefe do Gabinete Pessoal do Presidente da República, que até então não possuía status ministerial.


Hauly afirma que a presidente editou a MP apenas para abrigar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Casa Civil da Presidência da República. Lula foi nomeado para o lugar do então ministro Jaques Wagner, que por sua vez foi realocado para o Gabinete com status ministerial.

Para o deputado, a medida provisória editada “unicamente para proteger determinada autoridade com foro privilegiado constitui uma clara violação dos princípios da moralidade e impessoalidade”. Ele afirmou ainda que a MP 717/16 não possui os requisitos da urgência e relevância, como determina a Constituição.

Lula chegou a tomar posse nesta quinta-feira (17), mas uma decisão da Justiça Federal suspendeu o ato de nomeação. O governo recorreu e a questão será decidida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Tramitação
O PDC 331/16 será analisado no Plenário da Câmara dos Deputados.

Íntegra da proposta:

Reportagem - Janary Júnior
Edição - Luciana Cesar

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Rosângela Barbosa Gomes | 18/03/2016 - 22h57
Cada vez fica mais explícito o desejo de garantir foro privilegiado aos "companheiros" a fim de evitar a Justiça. É uma vergonha tudo isso! Fora desgoverno! Fora PT!