Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Acessível em Libras
  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto
Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Política > Cunha cria comissão especial para analisar pedido de impeachment
03/12/2015 - 18h54 Atualizado em 07/12/2015 - 18h40

Cunha cria comissão especial para analisar pedido de impeachment

Após a leitura em Plenário, nesta quinta-feira (3), da decisão de aceitar o pedido de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff, por suposto crime de responsabilidade contra a lei orçamentária, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, determinou a criação da comissão especial que vai analisar a denúncia.

Ele também solicitou aos líderes que indiquem os integrantes do colegiado. A comissão especial terá 65 deputados titulares e igual número de suplentes. A indicação poderá ser feita até a próxima segunda-feira (7) às 14 horas.

No mesmo dia, às 18 horas, haverá uma sessão extraordinária do Plenário para confirmar as indicações dos integrantes da comissão especial.

Em seguida, a própria comissão se reunirá para eleger, em votação secreta, um presidente e um relator, a quem caberá o parecer sobre o processo de impedimento da presidente.

O bloco do PMDB, partido do presidente da Câmara, terá direito a indicar 25 integrantes da comissão especial, sendo a maior representação no colegiado.

O bloco liderado pelo PT, partido da presidente Dilma Rousseff, será o segundo maior grupo com 19 integrantes. O grupo liderado pelo PSDB terá 12 integrantes no colegiado.

A presidente Dilma Rousseff terá 10 sessões do Plenário, a partir da instalação da comissão especial, para apresentar a sua manifestação.

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Regina Céli Assumpção

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Valderi Nogueira Souza | 07/12/2015 - 16h03
Os bloco do PMBD e do PT contam com 70% dos integrantes da comissão especial o que nos leva a crer que o processo não vai em frente. Mas vamos em frente pra ver no que vai dá.
K@LEBE | 04/12/2015 - 17h53
Estou descrente com tudo isso, só acredito vendo, que esse processo chegue a um desfecho positivo, mas QUE OS JOGOS COMECEM!
  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal