Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

17/03/2015 - 09h11

Congresso pode votar Orçamento de 2015 nesta noite

O Congresso Nacional tem sessão hoje, às 20 horas, para votar o Orçamento da União de 2015 (PLN 13/14). Também está na pauta o projeto de resolução (PRN 2/15) que cria regras sobre a escolha de parlamentares para a Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul.

O relator-geral da proposta orçamentária de 2015, senador Romero Jucá (PMDB-RR), obteve um acordo para incluir no texto as emendas apresentadas pelos novos deputados e senadores eleitos em outubro. As mudanças resultaram em um acréscimo de R$ 2,67 bilhões, provenientes de cancelamentos e remanejamentos na proposta.

Jucá garantiu que não haverá aumento de despesas nem prejuízo para programas sociais. Continuam válidas as emendas individuais apresentadas no ano passado, que somam R$ 9,7 bilhões.

Íntegra da proposta:

Da Redação – ND
Com informações da Agência Senado

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

carla | 17/03/2015 - 19h51
O mais importante é votar o orçamento!!!! Estão enrolando por quê? para não dar tempo e ter que adiar mais uma vez? Tenham vergonha na cara e parem de fazer o povo de idiota! Não aguentamos mais! o Brasil parou e aguarda o orçamento, vocês sabem disso e fazem joguinhos!
Palhacita do nariz vermelho | 17/03/2015 - 18h43
Cadê os repasses? Sem dinheiro órgão atrasa pagamento de serviço. Sem pagamento de serviço os terceirizados não recebem. Os faxineiros do meu órgão que ganham pouco mais que 1 salário mínimo estão lá trabalhando as 8h por dia de graça enquanto vocês não fazem o seu trabalho.
Cinthia Bicalho | 17/03/2015 - 17h00
Concordo com o Alexandre, nós que somos uma micro empresa e sempre confiamos nas vendas ao governo federal, no nosso caso 100% dos serviços prestados, estamos amargando com atraso de funcionários, impostos e fornecedores por conta do atraso na votação do orçamento, esta por motivos mesquinhos e sem fundamento, através de chantagem por conta de aumento de verbas partidárias, quem pagará os juros e as causas trabalhistas que podem nos atingir??? MUDA BRASIL!!!!! Não há condição de aceitarmos como certo negociações que não trazem nenhum benefício direto ao povo brasileiro!