Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

25/06/2013 - 18h29

Líderes do PR e do Governo divergem sobre recursos para Comunicações

O líder do PR, deputado Anthony Garotinho (RJ), defendeu a retirada dos R$ 43 milhões destinados ao Ministério das Comunicações para, segundo o governo, possibilitar contratação de serviços de tecnologia da informação e telecomunicações, como transmissão de vídeo e transporte de dados durante a Copa das Confederações 2013 e a Copa do Mundo 2014.

Segundo o deputado, “no momento em que os jovens estão na rua dizendo que querem escolas, saúde e segurança padrão Fifa, dar R$ 43 milhões à entidade é um absurdo”. Ele disse que teve acesso a um “balanço” que informa um faturamento de R$ 8,8 bilhões com a venda de produtos licenciados pela Fifa.

Já o líder do Governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), argumentou favoravelmente ao repasse declarando que os recursos serão para permitir a difusão da copa, como transmissão dos jogos pela TV. “É disponibilizar aquilo que, na forma de diversão, vai para todo o território nacional. Já houve o empenho de R$ 33 milhões [para essas obras], e podemos viver a seguinte situação: se o contrato com o empenho já tiver sido feito, o País poderá ser obrigado a ressarcir o que já foi contratado, e isso ficará muito mais caro”, declarou.

Continue acompanhando a cobertura desta sessão.

Assista ao vivo.