Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto
Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Política > Presidência da Câmara autoriza TV a transmitir debate com blogueira
20/02/2013 - 12h08

Presidência da Câmara autoriza TV a transmitir debate com blogueira

Depois de muita polêmica no Plenário, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, autorizou a TV Câmara a transmitir a palestra da blogueira cubana Yoani Sánchez. Após uma série de protestos de deputados governistas, pelo fato de a TV Câmara ter de mostrar ao vivo a sessão do Plenário, o presidente da sessão, deputado Simão Sessim (PP-RJ), afirmou que o debate com Sánchez seria transmitido ao vivo pela internet e pela TV Câmara depois que a sessão terminar.


Assista à sessão do Plenário, ao vivo.

No início da sessão, o líder do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO), ameaçou obstruir os trabalhos, para permitir que os deputados participassem de reunião com a blogueira, além de liberar a TV Câmara para mostrar o documentário de 11 minutos em que ela faz críticas ao regime cubano.

Yoani foi recebida no Plenário, fato que interrompeu a sessão em andamento e causou tumulto.

O deputado disse que a convocação da sessão extraordinária não se justificava, inclusive por ter sido feita ontem à noite, por e-mail, duas horas depois do encerramento dos trabalhos da Casa. Caiado argumentou que a MP 582/12, que amplia a desoneração da folha de pagamentos e está sendo analisada no Plenário, não é polêmica e poderia ser aprovada em poucos minutos na sessão ordinária que se realizaria à tarde. Segundo ele, a convocação da sessão extraordinária foi uma "manobra", para que ocorresse no mesmo momento em que a blogueira estava visitando a Câmara.

“Não tem mais nada na Ordem do Dia. Por que foi antecipada? Simplesmente para cercear o direito de uma pessoa falar livremente no Congresso Nacional. É inadmissível que esta Casa se subordine aos interesses do Palácio do Planalto e para impedir a livre manifestação da blogueira cubana”, disse Caiado.

O deputado Fernando Ferro (PT-PE) rebateu, dizendo que Yoani Sánchez “ganha dinheiro para fazer propaganda contra o regime do qual ela discorda” e que “é descabido fazer disso uma questão nacional no Brasil”.

Reportagem - Wilson Silveira
Edição - Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619