Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto
Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Política > Governador que não cumprir metas pode se tornar inelegível
19/07/2011 - 19h14

Governador que não cumprir metas pode se tornar inelegível

Diógenes Santos
Luiz Fernando Machado
Machado: ao ser eleito, o governante muitas vezes se esquece das promessas.

A Câmara analisa o Projeto de Lei Complementar 33/11, do deputado Luiz Fernando Machado (PSDB-SP), que torna inelegível o presidente, o governador e o prefeito que não cumprirem até o fim do mandato, sem justificativa, o plano de metas de sua gestão. Esse plano deverá ser baseado nas propostas de campanha registradas na Justiça Eleitoral.

O projeto acrescenta a medida à Lei de Inelegibilidade (Lei Complementar 64/90). O objetivo é obrigar o candidato a ser fiel a suas propostas. A nova regra, se aprovada, valerá para a eleição que se realizar durante ou após o mandato em curso.

“Ao ser eleito, o presidente, o governador e o prefeito, na maioria das vezes, se esquecem das propostas que convenceram o eleitor a votar neles e passam a executar um programa de governo completamente oposto ao prometido. A decepção do eleitor é evidente”, afirma Luiz Fernando Machado.

O deputado também é autor de outra proposição com objetivo semelhante. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 10/11 obriga os Executivos municipais, estaduais e o federal a elaborar e cumprir plano de metas com base nas propostas da campanha eleitoral.

Tramitação
O projeto de lei complementar será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e também pelo Plenário.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Regina Céli Assumpção

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Agnelson Angelis Alves | 21/07/2011 - 11h26
Uma das melhores propostas de todos os tempos. Este projeto é o que a sociedade espera. Deveria-se, desde sempre, vincular o que o candidato prometeu, inclusive, porque ele seria obrigado, pelos menos, a roubar menos para cumprir ele prometeu. Muito bom. Vou ajudar a divulgar.
  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619