Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

16/05/2017 - 21h39

Obras de transposição do São Francisco até o Ceará devem terminar em 2018

Informação é de representante do Ministério do Planejamento que participou de audiência sobre o tema

Antonio Augusto / Câmara dos Deputados
Audiência pública sobre as Portarias nº 958 e 959, do Ministério da Saúde, que respectivamente, altera o anexo I da Portaria nº 2.488/GM/MS, de 21 de outubro de 2011, para ampliar as possibilidades de composição das Equipes de Atenção Básica, e define o valor do incentivo referente ao acréscimo dos profissionais na equipe multiprofissional - Saúde Família”. Dep. Raimundo Gomes de Mattos (PSDB-CE)
O deputado Raimundo Gomes de Matos preside a comissão externa

Até agora, 95% das obras do eixo norte da transposição do Rio São Francisco já foram concluídas, e o restante deve terminar até o final de 2018.

A informação foi dada na Câmara pelo diretor do Departamento de Infraestrutura Social e Urbana do Ministério do Planejamento, Manoel Renato Machado Filho,

Ele participou de audiência da comissão externa que acompanha o andamento das obras de transposição. Na reunião, foi discutida a situação do eixo norte, que vai até o Ceará.

Segundo Machado Filho, já foram executados R$ 9 bilhões do total de R$ 10,7 bilhões previstos para a conclusão do projeto. Em relação ao saneamento, já foram feitas obras em 276 do 399 municípios ligados à transposição, segundo ele.

O diretor lembrou que os projetos para a realização do saneamento ficam a cargo dos estados e dos municípios, que nem sempre têm capacidade técnica adequada para implementá-los.

"Tivemos muita dificuldade com as empresa executoras. Em algumas praças, foi difícil encontrar empresas com experiência e qualificação para executar as obras, então houve um nível de desistência e de insucesso grande em determinado momento. Isso também é um fato que dificultou muito a execução, mas nós estamos com mais de 50% das obras concluídas", informou.

Seminários
O coordenador da comissão externa, deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), disse que algumas obras ligadas à transposição estavam paralisadas, mas um acordo entre as empresas, os ministérios envolvidos e o Tribunal de Contas da União está garantindo a continuidade do projeto.

Gomes de Matos informou que serão realizados seminários regionais para que o governo federal possa dialogar diretamente com as autoridades estaduais e resolver os gargalos que estão impedindo a conclusão das obras.

"Muito da parte de saneamento é de competência das empresas concessionárias do estado, então quem tem que fazer o projeto é o governo do estado e não a prefeitura. A mesma coisa com o abastecimento de água", disse.

A comissão deve ouvir na próxima semana representantes da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco (Codevasf) e do Parnaíba, além de representantes do Exército, também sobre o andamento das obras complementares da transposição. 

Reportagem - Karla Alessandra
Edição - Rosalva Nunes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'