Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

24/05/2017 - 18h43

Comissão reconhece xadrez, damas, go, bridge e pôquer como atividades esportivas

Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados
Audiência Pública. Dep. Flávia Morais (PDT - GO)
Flávia Morais: dependendo da forma como são praticados, os esportes da mente podem se enquadrar nas diferentes modalidades definidas pela Lei Pelé

A Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei (PL) 5840/16, que reconhece os jogos de pôquer, xadrez e damas como esportes a serem inseridos no Calendário Esportivo Nacional do Ministério dos Esportes.

A proposta, dos deputados Marco Antônio Cabral (PMDB-RJ) e Mariana Carvalho (PSDB-RO), contempla os chamados “jogos mentais”. O texto também prevê o reconhecimento do go (jogo de tabuleiro chinês) e bridge (conhecido como “xadrez de cartas”) como atividades esportivas.

A versão aprovada é o substitutivo da relatora, deputada Flávia Morais (PDT-GO), que optou por alterar artigo da Lei Pelé Lei 9.615/98, que define as modalidades esportivas, para incluir os jogos mentais.

Esportes da mente
“Dependendo da forma como são praticados, os esportes da mente podem se enquadrar nas diferentes modalidades definidas pela lei”, afirmou a deputada. “Se eles forem praticados nos sistemas de ensino para o exercício da cidadania e a prática do lazer, serão considerados como desporto educacional”, completou.

Pelo texto, caberá ao Executivo definir quais as modalidades de jogos serão classificadas como “jogos mentais”, o que abre a possibilidade para outras opções, além das previstas no projeto original.

“A sociedade e suas práticas são dinâmicas, surgindo sempre novas formas de interação esportiva, as quais não podem estar engessadas por lei, podendo ser incorporadas de forma mais eficiente por regulamento”, justificou a parlamentar.

Tramitação
A proposta ainda será analisada de forma conclusiva pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Emanuelle Brasil
Edição – Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

João Mugabe | 17/11/2017 - 11h25
Justiça seja feita, o PL 6210/17, da Deputada Professora Dorinha - DEM/TO, estava mais completo que o principal.
cristiane meira | 26/06/2017 - 20h42
Isso é ótimo o xadrez tem ser obrigatório em todas as escolas estaduais e municipais,o xadrez so faz bem para o intelecto do indivíduo,trabalho com o xadrez na cidade de Assis -Sp,aonde trabalho com crianças a partir de 6 anos ate a terceira idade,a mais 15 anos e o xadrez do traz o bem alem de desenvolver o psicológico da pessoa. Espero que as autoridades façam valer mesmo a obrigatoriedade do xadrez como esporte da mente.
Henrique Santos | 30/05/2017 - 18h04
Maravilha... Que venha os casinos.