Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

09/08/2018 - 16h39

Câmara comemora 60 anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Homenagem foi feita em sessão solene realizada nesta quinta-feira (9)

A Câmara dos Deputados homenageou, nesta quinta-feira (9), em sessão solene requerida pelo deputado Rafael Motta (PSB-RN), os 60 anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), comemorado no último dia 25 de junho.

Cleia Viana/Câmara dos deputados
Homenagem aos Sessenta Anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte
UFRN fo apontada como grande motor do desenvolvimento do estado

Em mensagem enviada ao Plenário, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), destacou o protagonismo nacional da universidade ao criar o segundo Instituto de Medicina Tropical do Brasil e o primeiro do Nordeste.

Segundo o deputado, o destaque da UFRN em diversas áreas do conhecimento “atende ao objetivo nacional da dispersão de polos de excelência científica por todas as unidades federadas”. Para ele, “essa dispersão torna ainda mais equilibrada e descentralizada a profissionalização de jovens e a produção de inovações científicas”.

O deputado Rafael Motta (PSB-RN) é ex-aluno da UFRN, formado em engenharia de produção. Ele lembrou das dificuldades enfrentadas pelas universidades públicas hoje em dia e disse que a UFRN “não tem medido esforços para garantir um bom nível de capacitação de professores e funcionários, além de manter infraestrutura e ferramentas didáticas pedagógicas adequadas ao cumprimento de suas funções”.

Inclusão social
A deputada Zenaide Maia (PHS-RN), também ex-aluna da instituição, se formou em medicina e fez residência na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Ela ainda trabalhou como médica por 30 anos no Hospital Onofre Lopes, o hospital universitário da UFRN. Para ela, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte é o grande motor do desenvolvimento humano, econômico e social do estado desde 1958.

“Antes, quem queria fazer um curso de nível superior tinha que sair do Rio Grande do Norte. Não precisa dizer que os filhos de pobres não chegariam lá, que não podiam nem sonhar com isso. Por isso, a UFRN, por ser pública, foi o maior fator de inclusão social nos últimos 60 anos do estado”, pontuou Zenaide.

UFRN
A Universidade Federal do Rio Grande do Norte foi fundada em 25 de junho de 1958 e está entre as maiores universidades da região nordeste. São cinco campi distribuídos por todo o estado, com mais de 40 mil estudantes divididos em mais de 110 cursos de graduação, além das especializações, mestrados e doutorados.

Reportagem – Larissa Galli
Edição – Ana Chalub

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'