Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

18/06/2018 - 10h52

Câmara aprova criação do Dia Nacional do Rodeio em 4 de outubro

Data foi escolhida por ser o Dia de São Francisco, o santo protetor dos animais

A Câmara aprovou o Projeto de Lei 6218/16, do deputado Capitão Augusto (PR-SP), que institui o Dia Nacional do Rodeio, a ser comemorado todos os anos em 4 de outubro. A data foi escolhida pelo fato de ser também o Dia de São Francisco de Assis, conhecido como o santo protetor dos animais. A proposta, que teve análise em caráter conclusivo pelas comissões da Casa, seguirá agora para o Senado, caso não haja recursos para a sua apreciação no Plenário da Câmara.

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Homenagem à Ordem DeMolay através do Supremo Conselho da Ordem Demolay para o Brasil. Dep. Delegado Edson Moreira (PR - MG)
Moreira (PR-MG), avaliou que o projeto atende aos requisitos de constitucionalidade

O relator da proposta na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), deputado Delegado Edson Moreira (PR-MG), avaliou que o projeto atende aos requisitos de constitucionalidade e boa técnica legislativa.

A proposta havia sido aprovada no mérito pela Comissão de Cultura, onde recebeu um ajuste feito pelo relator Fábio Mitidieri (PSD-SE). Para evitar a instituição de mais um feriado ou ponto facultativo na administração pública, ele apresentou emenda retirando, do texto, a previsão de que o Dia Nacional do Rodeio seria incluído no calendário oficial do País.

Tradição cultural
O autor do projeto argumentou que os rodeios são relacionados às atividades de trabalho do meio rural e têm grande relevância cultural no Brasil, atraindo grandes públicos em eventos como a festa do Peão de Barretos (SP).

Segundo ele, “ao contrário do que muitas vezes é disseminado de forma equivocada na opinião pública, nos rodeios o bem-estar animal está em primeiro lugar”, já que “os animais são tratados com todo o cuidado e acompanhamento especializado e são o centro do evento, daí porque a escolha da data em que se comemora o dia dos animais”.

Íntegra da proposta:

Reportagem – João Pitella Junior
Edição – Wilson Silveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Ana Maria Neves | 20/06/2018 - 15h21
Além da barbárie óbvia, fica patente a falta do que fazer desses deputados. Com INÚMEROS temas de importância, vê-se claramente uma ação ELEITOREIRA voltada a quê??? um CURRAL eleitoral.
Pais Nobre | 19/06/2018 - 15h30
Logo antes de entrar na arena, o sedém é puxado e apertado pelo assistente, gerando dor e desconforto no animal, podendo provocar inclusive feridas na pele. Como o incômodo do puxão é persistente, muitas vezes o animal continua pulando após o sedém afrouxar ou o peão descer de suas costas,... realmente, como diz o autor do projeto...são muito bem tratados, ou será que temos gados belíssimos e precisamos começar a costurar um projeto, país merece padece mas tá explicado.
Erika | 19/06/2018 - 14h21
O mundo avançando e o Brasil querendo andar pra trás. Algo que nem era pra existir agora ganhou um dia. Bem vindo ao século passado!