Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

13/04/2018 - 18h08

Sessão solene comemora dez anos dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia

Durante sessão solene realizada nesta quinta-feira (12) em comemoração aos dez anos de criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, a deputada Maria do Rosário (PT-RS) defendeu o retorno de investimentos e o cumprimento da Lei da Rede Federal da Educação Profissional (11.892/08).

Segundo ela, somente através de iniciativas como a dos institutos é possível a criação de um Brasil soberano, democrático e justo. “Devemos valorizar essa política que integrou o Brasil em uma grande rede federal”, disse.

Em mensagem enviada ao Plenário, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ressaltou a importância e a qualidade do ensino e lembrou que, através dos institutos, muitos estudantes têm conseguido entrar mais rápido no mercado de trabalho.

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Homenagem aos Dez Anos de Criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
Câmara homenageou os dez anos de criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia em sessão solene

Ele também destacou a formação dos professores para a educação básica, sobretudo nas ciências naturais e na matemática. Segundo ele, o Brasil tem carência de docentes dessas disciplinas. “É um anseio de todos nós que mais e mais estudantes tenham acesso às opções variadas de formação, para que cada um possa atingir seu pleno potencial.”

Roberto Gil Rodrigues Almeida, presidente do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), afirmou que os institutos federais ainda necessitam de bibliotecas, refeitórios e ginásios. Segundo ele, a rede cresceu de 160 mil alunos para mais de um milhão, mas o orçamento não acompanhou. “Eu gostaria de ressaltar que, para esse um milhão, ficaram de 4 a 5 milhões fora das nossas escolas”, disse ele.

De acordo com Eline Neves Braga Nascimento, secretária de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, a pasta está fazendo um trabalho de garantia de recursos para os institutos federais. “Nos últimos dois anos repassamos 100% do custeio, 100% do capital para os institutos federais da assistência estudantil”, afirmou.

Atualmente, a Rede Federal de Educação Profissional está em 568 municípios com 644 unidades, entre elas 38 Institutos Federais, dois Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefet), 25 escolas vinculadas a universidades, uma Universidade Tecnológica e o Colégio Pedro II. Os institutos oferecem cursos de qualificação, ensino médio integrado, cursos superiores de tecnologia e licenciaturas.

Confira aqui a íntegra da sessão solene

Reportagem – Marcia Torres
Edição – Ana Chalub

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'