Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

10/05/2018 - 19h22

Câmara homenageia 30 anos do Movimento Empresa Júnior no Brasil

Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Homenagem aos Trinta Anos do Movimento Empresa Júnior (MEJ), no Brasil
O Movimento Empresa Júnior começou na França em 1967 e chegou ao Brasil em 1988. Hoje, quase 600 empresas participam do setor

A Câmara dos Deputados promoveu sessão solene em homenagem aos 30 anos do Movimento Empresa Júnior (MEJ) no Brasil. Em discurso lido no Plenário, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou que é um entusiasta do conceito de empresa júnior e seu efeito multiplicador.

“O Movimento Empresa Júnior quer um Brasil no qual eu acredito, comprometido com o desenvolvimento, empreendedor, e, portanto, transformador. Um Brasil com burocracia mínima, livre das amarras de modelos arcaicos de gestão pública, com projeto claro de futuro, capaz de elevar ao plano das nações economicamente ricas e socialmente justas. Um Brasil jovem, renovado e voltado para o futuro”.

Durante a solenidade, realizada nesta quinta-feira (10), o deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), requerente da sessão, afirmou que o esforço dos jovens empreendedores são a esperança para o Brasil. “Eles estão inoculando uma série de sementes que vão germinar, estão fortalecendo a cultura empreendedora no Brasil”.

O deputado André Amaral (Pros-PB) também acredita que a solução para os problemas enfrentados pelo Brasil passa pelo empreendedorismo. “Aqueles que acreditam que o fruto do seu trabalho, do seu suor, da sua capacidade de concatenar ideias e desenvolvê-las são essenciais para que a gente mude de fato a vida dos milhões de jovens brasileiros”.

O deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES) contou que foi diretor de uma empresa júnior na faculdade de ciências contábeis e administrativas em Cachoeira do Itapemirim (ES), de 1993 a 1996. “Era ainda um projeto iniciante no Brasil. Foi a primeira experiência no Espírito Santo de uma empresa júnior e foi lá que iniciei minhas primeiras atividades administrativas, exercendo os conhecimentos aplicados vindo da faculdade”, declarou.

História
O MEJ tem como propósito a busca por um Brasil mais empreendedor. O movimento surgiu em 1967 na França e veio para o Brasil em 1988. O grupo mobiliza mais de 20 mil jovens empreendedores universitários, que compõem as mais de 600 empresas juniores espalhadas por todo o território nacional.

Toda empresa júnior deve estar ligada a uma instituição de ensino superior e a pelo menos um curso de graduação. As atividades das empresas juniores estão regradas pela Lei 13.267/2016, aprovada por unanimidade na Câmara dos Deputados, e que garante segurança jurídica ao funcionamento dessas organizações, assim como imunidade tributária.

As EJ’s são formadas exclusivamente por estudantes universitários, que gerenciam todos os projetos e processos de uma empresa de verdade e realizam serviços para clientes reais cobrando valores abaixo do mercado, por não terem fins lucrativos.

Reportagem – Larissa Galli
Edição – Roberto Seabra

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'