Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

08/05/2018 - 22h12

Comissão adia para esta quarta votação de MP que permite privatização da Eletrobras

A comissão mista que analisa a Medida Provisória 814/17 adiou para esta quarta-feira (9) a votação do relatório do deputado Julio Lopes (PP-RJ). O texto em análise permite a privatização da Eletrobras e de seis subsidiárias da empresa.

A medida provisória altera leis relacionadas ao setor elétrico e permite que a Eletrobras e suas controladas – Furnas, Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), Eletronorte, Eletrosul e a Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE) – sejam incluídas no Programa Nacional de Desestatização (PND).

A MP 814/17 é a terceira iniciativa do governo federal de alteração legal para possibilitar a venda da Eletrobras. Além dela, a MP 735/16, já transformada em lei, facilita a transferência do controle de ativos e as privatizações de distribuidoras da estatal; e o PL 9463/18, que terá seu parecer apresentado nesta quarta-feira, estabelece as regras de privatização da Eletrobras. O governo conta com o valor que será arrecadado com a privatização para fechar o pagamento de contas neste ano.

A reunião da comissão está marcada para as 9h30, no plenário 2 da ala Nilo Coelho, no Senado.

Íntegra da proposta:

Da Redação

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'