Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

18/01/2017 - 14h48

Projeto estende atendimento prioritário a acompanhantes de pessoas com deficiência

Alex Ferreira/Câmara dos Deputados
Alexandre Leite
Alexabdre Leite: direito não está explícito na lei 
O Projeto de Lei 6467/16, em análise na Câmara dos Deputados, estende o atendimento preferencial a acompanhantes de pessoas com deficiência, idosos, gestantes, lactantes, pessoas com crianças de colo e obesos, quando sua presença for imprescindível.

A proposta acrescenta a medida à Lei do Atendimento Prioritário (10.048/00). O autor, deputado Alexandre Leite (DEM-SP), argumenta que a falta de previsão para o acompanhante pode inviabilizar a fruição do direito de prioridade.

“É incômodo, em restaurantes, teatros e museus, o titular do atendimento prioritário ser obrigado a se separar de seus familiares ou amigos para exercer o seu direito, o que pode macular a experiência. Bastaria o bom senso para compreender que o atendimento preferencial deve ser estendido aos acompanhantes”, afirma Leite.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem - Noéli Nobre
Edição - Rosalva Nunes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

José dos Santos Souza | 09/12/2018 - 16h38
Pelo amor dos amores aprovem essa lei... No Sábado dia 08/12/2018 minha namorada, que é portadora de cuidados especiais, e eu fomos a casa lotérica que fica no bairro João 23 que fica próximo ao bairro Alto do Cruzeiro o de moramos ficamos aguardando atendimento na fila de prioridade, que não era pequena, e pagamos a conta do celular dela mas quando fui verificar se meu seguro estava disponível fui informado de forma abrupta e com rispidez fui impelido a deixar passar o próximo, não pude pegar outra fila porque o horário para outro compromisso estava estava chegando... Moramos em Juazeiro BA
Dayane Santos do nascimento | 07/06/2018 - 15h07
Olá boa tarde hoje mesmo passei por esse constrangimento sou portadora de neoplasia maligna meu Filho e meu marido estão com dengue cheguei ao hospital e não quiseram passar meu marido na prioridade pois o pessoal do hospital alegou que eu era prioritária e não ele porém ele está doente e meu filho ele não podia acompanhar meu filho de sete anos então tivemos que o todos juntos depois deu passar pelo constrangimento de ter que chama a polícia eles deram prioridade para ele mais vou atrás dos meus direitos pela justiça