Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

21/06/2017 - 08h26

Comissão de Direitos Humanos debate violência policial em manifestações

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias promove audiência pública nesta tarde sobre violência policial em manifestações. O debate atende a requerimento de diversos parlamentares.

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) entende que, no último dia 28 de abril, o direito à livre manifestação e expressão foi ferido "quando o aparato policial comandado pelos governos dos estados converteu os centros de várias capitais do país em praças de guerra". 

“Considerando a crescente repressão às legítimas manifestações populares, e fundamentalmente a impunidade no caso de Mateus e a prisão dos militantes do MTST, requeremos a realização de audiência pública para amplo debate acerca da atuação das polícias no contexto das manifestações”, explica a deputada.

Foram convidados:
- o representante do Coletivo Mídia Ninja, Oliver Kornblihtt;
- o coordenador da Frente Brasil Popular, Igor Felippe Santos;
- o representante da Defensoria Pública da União Geraldo Vilar Correia;
- o presidente do Conselho Nacional dos Direitos Humanos, Darci Frigo;
- o representante da Frente Povo sem Medo Alexandre Varella;
- o representante do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal Wanderlei Pozzembom;
- o professor do curso de Serviço Social da UnB Leonardo Ortegal; e
- vítima de violência policial em manifestações.

A audiência será realizada às 14 horas, no plenário 9.

A reunião poderá ser acompanhada ao vivo pelo WebCâmara.

Da Redação - RL

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

anderson | 19/06/2017 - 19h46
realmente todos têm o direito de manisfestar-se, porém, qual é o limite da minha liberdade? será que posso impedir o direito de ir e vir dos outros? será que posso depredar o patrimônio publico sob o pretexto da "liberdade de expressão e livre manifestação"? há em nosso Ordenamento Jurídico alguma excludente de ilicitude para os crimes de dano ao patrimônio público, resistência, desobediência, desacato, e etc... praticados sob o manto da liberdade de expressão? Espero que "Vossas Excelências" façam esses questionamentos aos seus simpatizantes, afim de que o debate tenha contornos democrático
Erasmo Neto | 19/06/2017 - 14h51
Todos os brasileiros,dentro do direito humano que, explica: os policiais são treinados para conter e se necessário,dentro do conceito da física que,explica:só duas forças equivalentes se anulam,agirem com violência para conter,se quisessem exterminar é só usar munição especifica. Manifestação tem varias formas,mas, procissões e marchas estão dentro de conceitos das ordens religiosas e militares.Ex: dos direitos humanos uma placa de sinalização é uma manifestação na rua indicando,perigos,...etc.Direitos humanos seguem ordens pré-estabelecidas.Direito faz ligação direta com responsabilidade.