Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

14/06/2017 - 08h57

Comissão vai debater casos de conflitos e mortes nos campos brasileiros

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados discute nesta quarta-feira (14) o Relatório dos Conflitos no Campo Brasil 2016 e o aumento dos casos de trabalhadores mortos em 2017.

O debate foi sugerido pelo deputado Chico Alencar (Psol-RJ). O parlamentar afirma que o ano de 2017 é marcado pela retirada de direitos dos trabalhadores, sobretudo os rurais, cujo número de mortes por causa de conflitos de terra tem aumentado. “São mortes, em sua maioria previsíveis considerando que acontecem em regiões onde o conflito está estabelecido e que é alimentada a ausência do Estado na resolução dos conflitos e impunidade dos mandantes”, explica Chico Alencar.

Debatedores
Foram convidados a participar da audiência, entre outros:
- a procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat;
- o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Aristides dos Santos;
- o representante da Comissão Pastoral da Terra Nacional frei José Olávio Dotto;
- o secretário-executivo do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), Cleber César Buzatto;
- o advogado do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) Edemir Batista;
- o representante do Ministério da Justiça Bernardo Laferté;
- o representante da Funai Arildo Xavier; e
- o defensor nacional de Direitos Humanos da Defensoria Pública da União, Anginaldo Oliveira Vieira.

O encontro está marcado para acontecer às 14 horas, no plenário 9.

A reunião poderá ser acompanhada ao vivo pelo WebCâmara.

Reportagem - Igor Caíque/RCA

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'