Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Direitos Humanos > Eventos marcam comemorações na Câmara do Dia Internacional da Mulher
08/03/2016 - 21h30

Eventos marcam comemorações na Câmara do Dia Internacional da Mulher

Victor Diniz / Câmara dos Deputados
Lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos Humanos das Mulheres
Foi lançada a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos das Mulheres

Dois eventos marcaram o Dia Internacional da Mulher na Câmara dos Deputados. O primeiro foi o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos Humanos da Mulher.

Segundo a presidente da Frente, deputada Ana Perugini (PT-SP), um dos principais objetivos do trabalho das parlamentares é aumentar a representação feminina nos espaços de poder.

Uma das coordenadoras da Frente, a deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) defendeu que a melhor forma de igualar os direitos entre homens e mulheres é a educação. Ela lembrou que a Frente vai ter representação também nos estados.

"A Frente Parlamentar tem essa proposta de tentar acelerar esse debate e garantir a votação de projetos importantes que tramitam aqui a 7, 8, 10, 12 anos e, acima de tudo, fazer a capilaridade nos estados e municípios para que esse debate possa acontecer, e que as próprias mulheres assumam a luta", observou a deputada.

Maria da Penha
O segundo evento foi a entrega do Prêmio do Concurso Lei Maria da Penha 2016 (Lei 11.340/06). A quarta edição do concurso propôs aos participantes a criação de uma música sobre a Lei. Os cinco finalistas gravaram um vídeo que foi exibido pela primeira vez durante a entrega do prêmio.

Alex Ferreira / Câmara dos Deputados
Solenidade de Entrega do Prêmio da 4ª Edição do Concurso sobre a Lei Maria da Penha. Presidente da Câmara, dep. Eduardo Cunha (PMDB-RJ)
Câmara também promoveu a quarta edição do Prêmio Concurso Lei Maria da Penha

A titular da Procuradoria das Mulheres, deputada Elcione Barbalho (PMDB-PA), destacou que o apoio do Banco Mundial viabilizou a iniciativa que, segundo ela, é fundamental para formar uma consciência, principalmente entre os mais jovens, de enfrentamento à violência contra a mulher.

"Eu quero que isso chegue nas escolas, muito mais ainda. Que essa música seja cantada, que haja um entendimento e que essa juventude seja envolvida fundamentalmente. Porque eu acredito muito na base nas escolas, essa juventude que é o nosso futuro e é o nosso hoje também", destacou.

A MC Luana Hansen, que foi uma das cinco premiadas, explicou que ficou sabendo do concurso por uma fã de sua página na internet, que é um espaço de protesto e de militância dos direitos das mulheres.

"Foi uma pesquisa que eu fiz em cima do Dossiê da Violência e da Mulher. Então minha música foi toda baseada em dados e pesquisas e várias leituras que eu fiz com vários pontos de vista, e de assuntos reais de violências que realmente aconteceram, de casos muito violentos. A gente fez todo um relato e acabou nascendo a música", explicou.

Participaram do concurso 190 músicas. As 30 melhores ficaram registradas em um CD que foi distribuído durante o evento. 

Reportagem – Karla Alessandra
Edição – Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal