Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

09/09/2015 - 09h43

Comissão realiza seminário sobre valorização da vida

Termina hoje seminário que Comissão de Seguridade Social e Família realiza sobre ações e programas que visam a valorização da vida.

O evento foi solicitado pelos deputados João Campos (PSDB-GO), Givaldo Carimbão (Pros-AL), Alan Rick (PRB-AC), Flavinho (PSB-SP) e Leandre (PV-PR). Eles afirmam que existe, no mundo, uma “cultura da morte” em desenvolvimento, o que incluiria o movimento favorável à legalização do aborto e da eutanásia.

“O aborto e a eutanásia são somente o aspecto mais facilmente visível daquilo que veio a ser chamado de cultura da morte. O papel e a própria estrutura da família estão em processo de desagregação avançada, e também este pode ser somente outro aspecto mais visível de mudanças mais profundas”, dizem os parlamentares.

Hoje os temas debatidos serão:
- a família no pensamento marxista, com o doutor em Teologia Moral na Pontifícia Universidade Romana de Santa Cruz padre José Eduardo de Oliveira e Silva;
- defesa da vida no Brasil, com o mestre em Administração de Sistema Eduardo Mirando Freire de Melo;
- origem do conceito de gênero, com a psicóloga Ana Luísa Lima;
- política de aborto e redução de danos, com o mestre em direito canônico pela Pontifícia Universidade Gregoriana (Roma) padre Paulo Ricardo Azevedo;
- origem da ideologia de gênero, com a cientista social pela PUC-SP Lyege Ornellas Pires Carvalho; e
- cultura da morte, com o padre José Eduardo de Oliveira e Silva.

O evento ocorre das 9h30 às 17h30, no Auditório Nereu Ramos.

Da Redação - DC

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'