Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto
Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Direitos Humanos > Câmara promove enquete sobre conceito de família
  • Compartilhar no Google+
11/02/2014 - 17h10

Câmara promove enquete sobre conceito de família

Texto-base para o Estatuto da Família define entidade familiar como o núcleo formado a partir da união entre homem e mulher.

Saulo Cruz
Anderson Ferreira
Anderson Ferreira quer políticas públicas para valorizar a família.

A polêmica sobre conceito de família é tema da nova enquete do Portal da Câmara, incluída nesta terça-feira (11). O objetivo é avaliar se os cidadãos são favoráveis ou contrários ao conceito incluído no Projeto de Lei 6583/13, do deputado Anderson Ferreira (PR-PE), que cria o Estatuto da Família.

De acordo com o texto, que apresenta diretrizes de políticas públicas voltadas para a entidade familiar e obriga o poder público a garantir as condições mínimas para a “sobrevivência” desse núcleo, família é formada a partir da união entre homem e mulher.

O deputado argumenta que “a família vem sofrendo com as rápidas mudanças ocorridas em sociedade”. E que, apesar de a Constituição prever que o Estado deva proteger esse núcleo, “o fato é que não há políticas públicas efetivas voltadas para a valorização da família e ao enfrentamento de questões complexas no mundo contemporâneo”.

No último dia 5, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, criou uma comissão especial para analisar a proposta. Os líderes partidários deverão indicar os integrantes da comissão, que será formada por 23 deputados titulares.

E você? É a favor ou contra o conceito de família como núcleo formado “a partir da união entre homem e mulher”? Participe da enquete e deixe também o seu comentário abaixo.

Íntegra da proposta:

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

paulo | 24/10/2014 - 15h40
Ninguém está querendo obrigar ninguém a nada. Parem de colocar palavras em nossa boca. Seja homossexual quem quiser e respeito isso, mas não venha querer chamar isso de família. Chame de qualquer outra coisa, mas família e casamento não é o que está na constituição, muito menos na criação. Façam tudo que quiserem, mas tenha pelo menos a vergonha de não querer legalizar ou transformar o errado em correto. Cada um deve assumir as consequências de seus atos e não justificá-los. Façam sexo com quem quiserem: com animais, com mesmo sexo, ou trair seu cônjuge, mas não chame isso de o amor ou família
Pedro | 24/10/2014 - 14h55
Pq que vcs falam tanto na Biblia, e se esquecem do 1º mandamento, Amar a Deus Sobre todas as coisas, Amando a teu próximo com a ti mesmo, ou o que pregou João "tudo que está no amor está em Deus"
Carolina Pereira Percurandi de Oliveira | 24/10/2014 - 13h02
A família deve ser sim, homem e mulher, pai e mãe, como sempre foi, pois só assim tem condições físicas para a raça humana continuar existindo
  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619