Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

05/09/2017 - 16h50

Câmara, Senado e TCU vão oferecer pós-graduação em parceria com as Nações Unidas

Edilson Rodrigues/Agência Senado
Protocolo Ilanud - Universidade ONU - Câmara - Senado - TCU
André Fufuca, Eunício Oliveira, Raimundo Carreiro e Elias Carranza, no evento

Câmara dos Deputados, Senado Federal e Tribunal de Contas da União assinaram nesta terça-feira (5) protocolo de intenções para oferecer cursos de pós-graduação em parceria com Instituto Latino-Americano das Nações Unidas para Prevenção do Delito e Tratamento do Delinquente (Ilanud).

O acordo prevê a criação da Universidade Mundial de Segurança e Desenvolvimento Social das Nações Unidas, com reitoria em Brasília, onde os cursos serão inicialmente oferecidos. Atualmente, a ONU tem duas universidades – no Japão, na área do genoma humano, e na Costa Rica, para o tema “Conflitos, guerra e paz”.

O programa de especialização em Brasília, previsto para começar em 2018, tratará de justiça social, criminalidade e direitos humanos e será destinado inicialmente a profissionais de segurança pública e a policiais civis e militares. O protocolo prevê também cursos por meio da internet.

Objetivos
A segurança humana é um dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 da ONU. Estudos e pesquisas desenvolvidos em Brasília deverão subsidiar os 193 países que integram as Nações Unidas, para promover crescimento social e econômico, geração de emprego e bem-estar nos contextos individual, familiar e comunitário.

A Universidade Mundial de Segurança e Desenvolvimento Social das Nações Unidas pretende ainda possibilitar avanços no combate a crimes cibernéticos e indicar meios e medidas contra o crime em níveis nacional e internacional.

Solenidade
A cerimônia de assinatura do protocolo ocorreu no Salão Nobre do Senado e contou com a presença de representantes das instituições envolvidas. Segundo o presidente do TCU, Raimundo Carrero, cada signatário deverá disponibilizar recursos e instalações para os primeiros cursos.

Para Elías Carranza, diretor do Ilanud, a cooperação do Brasil é da maior importância. “É necessário atacar a criminalidade de maneira integral, como propõe essa nova universidade, um projeto que o governo brasileiro vai apresentar às Nações Unidas e que tem muito boas perspectivas de aprovação”, disse.

Da Redação

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Alan xavier | 02/05/2018 - 12h50
Esse Curso deve ser aberto para toda a sociedade.