06/06/2014 - 17h59

Companhias aéreas culpam ICMS e combustíveis por alto preço das passagens

Gustavo Lima
Dep. Hugo Motta
Hugo Motta: empresas informaram que número de pessoas cairá durante a Copa.

A uma semana da Copa do Mundo, deputados das comissões de Fiscalização Financeira; e de Viação e Transportes da Câmara fizeram uma visita técnica aos centros de operação e controle das empresas aéreas Avianca, Azul, Gol e TAM. O objetivo foi identificar as razões dos altos preços das tarifas, especialmente durante o mundial.

O presidente da Comissão de Fiscalização Financeira, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), afirmou que a principal queixa das companhias é o custo do combustível. Os parlamentares se comprometeram a atuar para reduzir o valor do produto, o que poderá diminuir em até 20% do valor das passagens.

Motta informou ainda que, ao contrário do que muitos pensam, as companhias aéreas disseram que, no período da Copa, há uma diminuição de passageiros. A explicação é que as pessoas trabalharão menos no período dos jogos – o mercado corporativo corresponde entre 70% e 75% dos bilhetes vendidos.

ICMS
Além do preço do combustível, os executivos também culparam o ICMS pelo alto valor das passagens aéreas. Segundo Hugo Motta, estados que dão isenção desse tributo às empresas podem aumentar o número de voos e incrementar o turismo.

Além dos deputados, também participaram das visitas, consultores da Câmara e técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU).

Reportagem – Geórgia Moraes
Edição – Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

OLAURO | 06/06/2014 - 18h52
ESTA CAMARA ESTA DEVENDO A VOTACAO DAS 30 HORAS DA ENFERMAGEM.