Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

30/05/2017 - 13h22

Privatização dos Correios pode levar à falta de serviço em locais não lucrativos

O pesquisador Igor Venceslau, do Laboratório de Geografia Política e Planejamento da Universidade de São Paulo (USP), destacou, nesta terça-feira (30), que a eventual privatização dos Correios poderia resultar em não oferta de serviços postais e de entrega de encomendas em locais não lucrativos, como a Amazônia, por exemplo.

“Os Correios têm compromisso com a universalidade”, salientou, em comissão geral no Plenário da Câmara. Além disso, conforme ele, a eventual privatização poderia prejudicar a entrega de livros didáticos, de vacinas e a distribuição de donativos em caso de catástrofes. Segundo o pesquisador, os Correios são um “braço de políticas públicas do Estado”.

Já o pesquisador Max Leanon, do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), ressaltou que a empresa tem arrecadação “robusta” e que alguns elementos contribuíram para o déficit a partir de 2015, como a crise econômica. De acordo com ele, a despesa de pessoal da empresa é compatível com empresas internacionais que atuam no setor.

Reportagem – Lara Haje
Edição – Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

CIVITA | 31/05/2017 - 07h07
TEM QUE SER BEM DETALHADO O CONTRATO, OU SEJA, SE A PESSOA NÃO QUERER ATENDER A REGIÃO TODA, ELA DEVE SER DESCATADA NO ATO, NÃO PODE DEIXAR PARA DEPOIS
PRIVATIZEM OS CORREIOS | 30/05/2017 - 14h37
Mentira! A privatização POSSUI REGRAS assim como nas empresas de telecomunicações.