20/12/2018 - 13h21

Câmara lança frente em defesa da pesquisa em biologia experimental

Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Lançamento da frente Parlamentar mista em Defesa  da Pesquisa em Biologia ambiental. Dep. Celso Pansera(PT - RJ)
A frente parlamentar foi criada por iniciativa do deputado Celso Pansera

Foi lançada nesta quinta-feira (20) a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Pesquisa em Biologia Experimental. Uma demanda da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FeSBE), a frente terá o objetivo de conscientizar os parlamentares da importância da pesquisa nas áreas da biologia e da medicina experimental, que muitas vezes se utilizam de animais e do próprio corpo humano.

No Brasil, o uso de animais em pesquisas científicas é regulamentado pela Lei Arouca (11.794/08), mas pesquisadores acreditam que ainda existe muita incompreensão quanto ao assunto, o que pode levar a atos como a destruição de laboratórios por militantes da causa de defesa dos animais.

Segundo o coordenador da frente, deputado Celso Pansera (PT-RJ), o Congresso terá agora a oportunidade de fazer o debate correto sobre o que é ético ou não no uso de animais ou na pesquisa com células-tronco, por exemplo. “É uma fronteira nova da ciência que gera qualidade de vida, conhecimento, economia, novos remédios. O Brasil não pode perder esse debate”, avaliou.

Secretário da FeSBE, Marcel Frajblat ressaltou que a pesquisa em biologia experimental não se dá unicamente com animais. “Estamos falando de pesquisas em genética, neurociências, de pesquisa na área de biologia celular, onde trabalhamos com células provenientes de seres humanos e de animais.”

A frente conta com 215 parlamentares e deverá funcionar de fato a partir de fevereiro de 2019, quando se inicia a próxima legislatura.

Reportagem - Noéli Nobre
Edição - Marcia Becker

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'