26/04/2018 - 09h37

Desenvolvimento Urbano debate uso de grades em área tombada do Distrito Federal

A Comissão de Desenvolvimento Urbano realiza hoje audiência pública para debater o cercamento com grades em prédios residenciais localizados no Cruzeiro Novo, bairro do Distrito Federal.

Um dos autores do requerimento para realização da audiência, o deputado Rôney Nemer (PP-DF) lembra que a polêmica sobre o uso de grades no Cruzeiro Novo se arrasta há 23 anos, havendo decisão do Supremo Tribunal Federal que determina a remoção das mesmas, em razão do tombamento do conjunto urbanístico de Brasília. Os moradores defendem que o cercamento existe por uma questão de segurança devido à localização geográfica do bairro.

Também assinam o requerimento para realização da audiência os deputados Margarida Salomão (PT-MG), Miguel Haddad (PSDB-SP), Izalci Lucas (PSDB-DF) e Érika Kokay (PT-DF).

Foram convidados para a audiência:
- o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Carlos Madison Reis;
- o representante do Conselho de Segurança do Cruzeiro Darly Dalva Silva Máximo;
- o subsecretário de de Políticas e Planejamento Urbano da Secretaria de Estado de Gestão do Território e Habitação do Distrito Federal, Vicente Lima;
- o presidente do Movimento em Defesa do Cruzeiro Novo, Salin Siddartha;
- o procurador do Meio Ambiente, Patrimônio Urbanístico e Imobiliário da Procuradoria do Distrito Federal Tiago Pimentel de Souza; e
- o prefeito comunitário em Defesa do Cruzeiro Novo, Ênio Ferreira da Silva.

Participação popular
A audiência será realizada às 10 horas, no plenário 13. Os interessados poderão participar do debate enviando perguntas, críticas e sugestões por meio do portal e-Democracia, no banner abaixo.

 

Da Redação - RS

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'