Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

09/07/2014 - 17h12

Proposta revoga uso obrigatório de flúor na água tratada

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6359/13, do deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT), que revoga a obrigatoriedade de as companhias de abastecimento colocarem flúor na água, quando existir estação de tratamento. Essa exigência está na Lei 6.050/74 e foi instituída com o objetivo de prevenir as cáries dentárias.

Lúcio Bernardo Jr.
Dep. Carlos Bezerra
Carlos Bezerra: excesso de flúor provoca fluorose, doença que torna os dentes porosos e quebradiços.

De acordo com o autor, a inclusão de flúor na água para abastecimento público “é fruto de um equívoco científico” do final do século 19. O excesso de flúor, lembrou Bezerra, provoca fluorose, doença que torna os dentes porosos e quebradiços.

O uso de flúor, segundo pesquisas citadas pelo deputado, só é eficaz contra cárie durante a fase de crescimento dos dentes. “A fluoretação provoca muito mais males que benefícios à saúde pública, ao promover a ingestão excessiva e indiscriminada de flúor”, diz Bezerra.

Além dos males para a saúde, Bezerra afirma que a fluoretação da água para abastecimento público é economicamente injustificável, pois apenas uma pequena parcela é ingerida. A maior parte é utilizada para higiene, lavagem de pisos e roupas e atividades de serviços. “É muito mais razoável e racional que a administração do flúor para prevenir a cárie seja feita de forma controlada, por profissionais habilitados”, diz o deputado.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Tiago Miranda
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

ATTILA CORDEIRO BORBA NOGUEIRA | 11/07/2018 - 10h10
É isso ! O Flúor é veneno ! Afeta diretamente o QI. Estão deixando a população cada vez mais ignorante. Além de outros males como cancer. Pesquisem.. Temos que tirar isso da nossa água. É importante
armando junior | 29/06/2018 - 10h43
1º - não existe tratamento sistêmico para as caries, elas estão na boca e não no estômago, o tempo de contato na boca durante a ingestão desta água não oferece qualquer efeito significativo nos dentes, mas o figado sofre para metabolizar esta substancia! 2º - estudos feitos em PAÍSES SÉRIOS, apontam o flúor como danoso ao organismo, principalmente o cerebro! por isso não utilizam tal recurso!
Carlos Barrhocas | 01/04/2018 - 09h42
Concordo que seu beneficio é na formação dos dentes, e que os profissionais poderiam cuidar disso.E a comunidade mais pobre que não tem acesso ao serviço como fica.