Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Cidades > Comissão aprova projeto que anula decreto sobre terras indígenas
05/06/2009 - 13h48

Comissão aprova projeto que anula decreto sobre terras indígenas


O decreto foi considerado prejudicial aos agricultores. Projeto ainda será votado por duas comissões e pelo Plenário.

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou na última quarta-feira (3) a proposta de sustar o Decreto 1.775/96, que define as regras para o processo de demarcação de terras indígenas. A medida está prevista no Projeto de Decreto Legislativo 1346/08, do deputado Homero Pereira (PR-MT).

O decreto outorgou competência a um antropólogo para definir o perímetro de uma terra indígena, sem estabelecer os critérios de avaliação. Para o autor da proposta, o Poder Executivo agiu de forma arbitrária e unilateral ao elaborar essa regra, e cerceou o direito de defesa dos cidadãos.

O relator do projeto, deputado Moises Avelino (PMDB-TO), concordou com esse argumento. Para ele, o decreto fere princípios e normas constitucionais, extingue direitos e condena os agricultores à perda de seus bens, sem o devido processo legal.

Ele lembra que os estados e os municípios foram retirados do processo, que é unicamente julgado pela Fundação Nacional do Índio (Funai). "Do que se conclui que o Poder Executivo exorbitou do seu poder regulamentar, nos termos previstos pelo artigo 49, inciso 5º, da Constituição Federal", disse o relator.

Procedimentos de demarcação
O decreto do Executivo regulamenta o Estatuto do Índio (Lei 6.001/73), que, entre outros princípios, garante às comunidades indígenas a posse permanente das terras que habitam, reconhecendo-lhes o direito ao usufruto exclusivo das riquezas naturais e de todas as utilidades existentes nessas terras.

"Não temos dúvidas quanto ao direito dos índios de terem suas terras demarcadas para posse e uso em seu proveito", disse o relator. Ele ressaltou, no entanto, que há vários questionamentos sobre os critérios utilizados nos procedimentos de demarcação de terras.

De acordo com a Constituição, as terras tradicionalmente ocupadas pelos índios são aquelas habitadas por eles em caráter permanente; as utilizadas para suas atividades produtivas; as imprescindíveis à preservação dos recursos ambientais necessários a seu bem-estar; e as necessárias a sua reprodução física e cultural, segundo seus usos, costumes e tradições.

Tramitação
O projeto será votado pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, e pelo Plenário.

Notícias relacionadas:
Grupo vai acompanhar desocupação de terras indígenas no Pará
Comissão viabiliza prazo para colheita em reserva indígena de RR
Comissão aprova criação de conselho indigenista
Agricultura aprova projeto que anula demarcação de terra indígena
Agricultura aprova indenização para ocupante de terra indígena
Projeto submete demarcações de terras indígenas ao Congresso

Reportagem - Marcello Larcher
Edição - Pierre Triboli


(Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura `Agência Câmara`)

Agência Câmara
Tel. (61) 3216.1851/3216.1852
Fax. (61) 3216.1856
E-mail:agencia@camara.gov.br

Íntegra da proposta:


A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal