Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

21/11/2017 - 13h21

Ministro da Fazenda discute situação da economia brasileira

Luis Macedo / Câmara dos Deputados
Reunião ordinária com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles
Meirelles deve falar sobre privatizações e crescimento econômico

As comissões de Finanças e Tributação; de Fiscalização Financeira e Controle; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços promovem audiência pública conjunta nesta tarde com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

O debate atende a requerimentos de diversos parlamentares e já foi cancelado duas vezes.

Os deputados querem discutir o panorama da economia e da dívida pública brasileira. “O clima de instabilidade que se instalou na administração pública nos últimos anos afeta todos os setores da economia”, afirma o deputado Covatti Filho (PP-RS), um dos parlamentares que pediram a vinda do ministro.

O ministro deverá falar ainda sobre os novos projetos incluídos no Programa de Parcerias e Investimentos (PPI). O deputado Helder Salomão (PT-ES), que também pediu a vinda de Meirelles, lembra que o governo anunciou, no último dia 23 de agosto, a inclusão de 57 novos projetos no PPI, no âmbito do qual são feitas as privatizações. “Os projetos de parceria com o setor privado, especialmente quando envolvem a realização de investimentos importantes, tendem a gerar grande interesse e numerosos questionamentos sobre a sua real efetividade no desenvolvimento econômico do País”, afirma.

Entre os projetos anunciados, Salomão cita a privatização de usinas de geração hidroelétricas, de trechos de rodovias, aeroportos, linhas de transmissão de energia elétrica e empresas públicas, como Eletrobras e Casa da Moeda.

"É importante ainda que o ministro debata com esse colegiado a real expectativa em torno do crescimento do PIB esse ano", acrescenta o deputado Wilson Filho (PTB-PB).

O debate será realizado às 15 horas, no plenário 2, poderá ser acompanhada ao vivo pelo WebCamara.

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'