Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Administração Pública > Deputado defende fim do corte de verbas para o setor de defesa
07/11/2013 - 17h28

Deputado defende fim do corte de verbas para o setor de defesa

O presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, deputado Nelson Pellegrino (PT-BA) avaliou que, para garantir os recursos necessários às Forças Armadas, é preciso evitar também que o orçamento do setor passe por cortes ao longo do ano. O deficit orçamentário da defesa nacional foi debatido nesta quinta-feira (7) em audiência pública no Congresso.

"Estamos trabalhando junto aos ministérios do Planejamento e da Fazenda para que o que foi orçado seja executado. Além disso, temos dialogado sobre a possibilidade de participação de projetos estratégicos [das Forças Armadas] no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)”, declarou Pellegrino. Na opinião dele, o projeto de defesa cibernética, por exemplo, deveria ser incluído no PAC, o que o impediria de sofrer contingenciamento.
Lucio Bernardo Jr. / Câmara dos Deputados
Audiência pública para discutir e buscar soluções para o orçamento das três forças armadas brasileiras, previsto para 2014. Secretário-geral do Ministério da Defesa, Ari Matos Cardoso
Ari Cardoso: bloqueio de recursos do setor chegou a R$ 2,5 bilhões em 2013.

Dados
Segundo o secretário-geral do Ministério da Defesa, Ari Cardoso, em 2013, o bloqueio de recursos atingiu R$ 2,5 bilhões do orçamento da área. "Saímos de um orçamento de R$ 18 bilhões para cerca de R$ 15,5 bilhões. Claro que, com isso, deixamos de fazer algumas ações. Por outro lado, projetos considerados prioritários, como o caça KC-390, o programa nuclear, o Guarani, que estão cobertos pelo PAC foram assegurados e o cronograma será cumprido", afirmou.

Reportagem - Ana Raquel Macedo
Edição - Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'


  • Compartilhar no Orkut

Comentários

LUCIO | 08/11/2013 - 09h22
É lamentável saber que o país irá torrar TRILHÕES para realizar os eventos que estão por vir e no entanto presenciar as Forças Armadas no completo cáos. A excassez é tão gritante que chega a comprometer até a qualidade da comida dentro dos quartéis e navios. Espero que as futuras gerações deste país tenham como se defender dos ataques externos quando os recursos essencias como a água doce por exemplo faltar pelo mundo,.e ainda tem o petroleo. "E VIVA ESTA DEMOCRACIA".
  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal