Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto
Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Administração Pública > Projeto garante direito de acesso a água para famílias de baixa renda
24/01/2011 - 11h58

Projeto garante direito de acesso a água para famílias de baixa renda

Arquivo - Luiz Alves
Ribamar Alves ressalta que muitos brasileiros ainda não têm abastecimento de água adequado.

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6987/10, do deputado Ribamar Alves (PSB-MA), que inclui entre os objetivos da Política Nacional de Recursos Hídricos (Lei 9.433/97) garantir às famílias que vivem com até três salários mínimos o direito de acesso a água para consumo.

Hoje, os objetivos da Política Nacional de Recursos Hídricos previstos na lei são:
- assegurar à atual e às futuras gerações a necessária disponibilidade de água, em padrões de qualidade adequados;
- a utilização racional e integrada dos recursos hídricos;
- a prevenção e a defesa contra eventos hidrológicos críticos de origem natural ou decorrentes do uso inadequado da água.

Demanda
Ribamar Alves observa que, hoje, um grande número de pessoas no País ainda não tem acesso à água em quantidade e qualidade compatíveis com as suas necessidades básicas, principalmente a população mais pobre. Ele lembra que ainda há uma grande demanda a ser atendida, por exemplo, nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

"Uma parte significativa da população ainda vive em situação de risco, seja pelo não atendimento ou pela descontinuidade no abastecimento. Essa segunda situação é um importante indicador na avaliação dos serviços de abastecimento de água potável, pois a intermitência representa um risco para a saúde pública e indica má utilização e operação da infraestrutura existente", afirma, citando estudos sobre o assunto.

Tramitação
A proposta será arquivada pela Mesa DiretoraA Mesa Diretora é a responsável pela direção dos trabalhos legislativos e dos serviços administrativos da Câmara. Ela é composta pelo presidente da Casa, por dois vice-presidentes e por quatro secretários, além dos suplentes de secretários. Cada secretário tem atribuições específicas, como administrar o pessoal da Câmara (1º secretário), providenciar passaportes diplomáticos para os deputados (2º), controlar o fornecimento de passagens aéreas (3º) e administrar os imóveis funcionais (4º). no dia 31 de janeiro, por causa do fim da legislaturaEspaço de tempo durante o qual os legisladores exercem seu poder. No Brasil, a duração da legislatura é de quatro anos. , mas poderá ser desarquivada pelo seu autor, que foi reeleito. Ela tem de ser analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, e também pelo Plenário. O projeto tramita em conjuntoTramitação em conjunto. Quando uma proposta apresentada é semelhante a outra que já está tramitando, a Mesa da Câmara determina que a mais recente seja apensada à mais antiga. Se um dos projetos já tiver sido aprovado pelo Senado, este encabeça a lista, tendo prioridade. O relator dá um parecer único, mas precisa se pronunciar sobre todos. Quando aprova mais de um projeto apensado, o relator faz um texto substitutivo ao projeto original. O relator pode também recomendar a aprovação de um projeto apensado e a rejeição dos demais. com o PL 1630/99, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), que isenta os usuários de baixa renda do pagamento de água e esgoto. A proposta principal foi aprovada pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, na forma de substitutivo, e rejeitada pela Comissão de Minas e Energia.

Íntegra da proposta:

Reportagem - Noéli Nobre
Edição - Marcos Rossi

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Antonio Marcos de Alcântara | 25/01/2011 - 20h50
Concordo com Moises. Embora o salário mínimo ainda não é o bastante para suprir as necessidades de uma família com 5 componentes, mas quando se oferece tudo de graça as pessoas se acomodam. Creio que até 10.000 m³ para família com até tres salários mínimos gratis, acima cobraria.
Júnior Sóstenes | 25/01/2011 - 17h52
Parabéns deputado concordo sim com a proposta, observem eu moro na cidade de Paulista - PE, no bairro do Engenho Maranguape e na rua Larga mar em que eu moro a água quando chega de três em três dias é das 22hs. As 5hs. Mas as contas chegam continuadamente todo mês .
moises | 24/01/2011 - 22h45
Primeiramente, eu concordo, porem eu colocaria da seguinte forma: "os primeiros x metros cúbicos de consumo é gratis (para todos) e aumentaria custo para aqueles consomem acima de y metros cúbicos".
  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619