Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

16/12/2005 - 13h16

Deputado acusa colega de fazer boca-de-urna pró Queiroz

O deputado Mauro Passos (PT-SC) entrou ontem com representação na Mesa Diretora da Câmara contra o deputado Osvaldo Biolchi (PMDB-RS), a quem acusa de quebra de decoro parlamentar. Segundo Passos, Biolchi fez boca-de-urna no plenário em favor do deputado Romeu Queiroz (PTB-MG) – acusado de receber recursos do caixa dois do PT – na sessão em que este foi absolvido, na quarta-feira (14). A representação foi encaminhada à Corregedoria da Casa.
"Biolchi estava com um conjunto de votos prontos na mão distribuindo para os deputados e inclusive me entregou um. Era um voto pelo não, portanto contrário ao relatório do Conselho de Ética e favorável ao deputado Romeu Queiroz", afirmou Mauro Passos. Para ele, essa conduta representa violação do voto e da cabine onde ficam as cédulas.

Defesa
Biolchi nega a acusação. Ele disse que retirou da cabine apenas duas cédulas, o que não é proibido. Colocou uma no bolso e a outra caiu no chão quando estava a caminho da urna, em razão do tumulto no plenário. Como não conseguiu recuperar a que caiu no chão, utilizou a que havia colocado no bolso. "Ainda bem que peguei duas", disse.
De acordo com Biolchi, logo depois de tê-lo visto deixar cair uma das cédulas no chão, Mauro Passos se aproximou dele com a acusação de que estava fazendo boca-de-urna. Biolchi disse ter certeza de que conseguirá provar sua inocência.

Notícias anteriores:
Plenário absolve o deputado Romeu Queiroz

Da Redação/LM

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência)

Agência Câmara
Tel. (61) 3216.1851/3216.1852
Fax. (61) 3216.1856
E-mail:agencia@camara.gov.br
A Agência também utiliza material jornalístico produzido pela Rádio, Jornal e TV Câmara.MR


A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'