No setor privado, alíquota fica limitada ao teto, hoje de R$ 5,8 mil; proposta reduz a contribuição de quem ganha menos e aumenta a de quem recebe mais

Bolsonaro faz rápido discurso ao entregar proposta na Câmara
Notícias anteriores: