Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

08/11/2018 16h07

Comissão aprova selo do Inmetro para armas de fogo

Alexandro | 10/12/2018 10h35
Acho que temos coisas muito mais importante para serem aprovadas e que vão exigir um investimento menor, uma vez que o INMETRO não possui estrutura e funcionários capacitado para tal. Ao meu ver isso é uma forma de arrecadação de impostos e taxas, dificultar e encarecer ainda mais o acesso às armas
Demiam | 10/12/2018 08h38
É Gópi do monopólio!!!!!!
Marlos Henrique Rastrelo | 10/12/2018 08h03
Essa é apenas mais uma forma de arrecadar dinheiro para os cofres públicos. Vergonha nacional.
EDGARD OLIVEIRA DOS SANTOS | 10/12/2018 07h55
Absurdo!!! Certeza que tem golpw wnchertado no meio desta iniciativa. O Exército Brasileiro, através do CAEX já realiza o controle de qualidade e avaliação das armas de fogo antes da disponibilidade no mercado. Não aceitem esta manobra. Sou contra!!!
Regis Bruni Andriolo | 10/12/2018 00h37
Projeto tirano e diabólico, cuja operacionalização é infactível. Se isso for aprovado,as pessoas deverão esperar anos, para que o objeto tenha o aval desta “INSTITUIÇÃO” sócia de um governo que incentiva monopólios e corporativismos. É mais um golpe baixo dos grupos que almejam deixar os cidadãos à mercê dos criminosos. Tenham a Santa Paciência. O mundo demonstra clara relação inversa entre o número per capta de armas e a criminalidade. Até quando vcs insistirão com isso?
Carlos HBF | 08/12/2018 22h33
É piada né??? Se é, nos digam quando poderemos começar a rir!!!
Reynaldo Puggi | 08/12/2018 21h50
Ridículo! Só vai piorar a reserva de mercado e encarecer a importação de armamento de qualidade.
Roberto Montes | 08/12/2018 18h12
O inmetro não tem competência técnica para avaliar nada sobre armas. Trata-se de competência do Exército. Esse projeto é uma vergonha, uma perda de tempo e completo absurdo. Só quem não entende absolutamente nada sobre armas pode inventar esse absurdo. Vamos utilizar o tempo dos parlamentares para projetos produtivos e úteis, o que não é o caso do projeto em questão.
Artur Zerrenner da Silva | 22/11/2018 18h34
Não acredito que o INMETRO seja superior em avaliação que os orgãos de fiscalização do exército. Que também deixa a desejar, veja a grande quantidade de armas da TAURUS com falhas. Creio mais é no oportunismo de criar mais uma fonte de arrecadação, face a proximidade de abertura de vendas de armas, e munições. Prestem atenção.... mais taxas, impostos ou algo assemelhado virão ......
Lucas mendes | 22/11/2018 18h24
É piada né? O que o inmetro entende de arma? Me diz... Isso é só para aumentar o custo final das armas, nada mais. Se fizessem uma aviação criteriosa (que pelo que sabemos não é o que o EB faz) a taurus fechava as portas ou reduziria o portifólio para meia duzia de armas que ainda "prestam".
<< < 1 2 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.