Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

06/02/2018 16h31

Discursos no Congresso alertam para aumento da violência

joao medeiros | 15/02/2018 11h43
Com esta permissividade toda mantendo no poder quadrilhas organizadas, juntamente, com um sistema produtivo corrupto e inepto. Indicando seus despachantes para assumirem todos os cargos públicos decisórios. Querem o quê? Combater quem já está morto e enterrado, os gerentes do tráfico e quadrilhas de roubo de cargas que são protegidas por alguns policiais perniciosos e organizados por empresas de fachadas. Resolver o problema ninguém age para fazer uma reforma fiscal e tributária cristalina e simplificada, manter este sistema insano atual é suicídio coletivo.
Erasmo Neto | 15/02/2018 11h39
Boa pergunta que,futuro vão ter nossos filhos e netos?Constatação não é julgamento.Segundo tele jornal:prefeito da cidade do Rio de Janeiro,vai ao exterior procurar tecnologia para ajudar combater crimes.Cabe outra boa pergunta;cade os milagres da igreja a qual o prefeito foi ou é um dos membros gestores?Não questione sem base,pois todos nós do povo pagamos de forma direita ou indireta todos os impostos;religioso ou não.Os privilégios das imunidades estão documentadas."O Templo sois vós";jamais um amontoado luxuoso de concreto armado."Conhecereis a verdade e esta te libertara".
severo | 13/02/2018 17h57
Deveriam unir todas as esferas federal, estadual e municipal, todos tem que interagir os prefeitos tem que fazer valer a 13022 os GCMs estão arriscando suas vidas pra lutar sem condições de trabalho assim como a pm e os civis. Vamos parar de hipocrisia todos temos ajudar e não ficar brigando entre as categorias. Os nossos filhos que futuro vão ter enquanto a briga de ego existir a bandidagem vai so aumentando e as forças de segurança pública perdendo forças.
JULIO PIZANI | 12/02/2018 16h05
Esperamos que haja o bom senso de aprovarem uma emenda à Constituição que reorganize as forças policiais, priorizando a valorização salarial, Que deteminem a proibição de contingenciamento de recursos para a área de segurança. Que haja a criação de um Sistema Nacional Unificado de Segurança Pública. Além da imediata aprovação das reformas dos códigos Penal e de Processo Penal, da Lei de Execuções Penais e da aprovação imediata da Lei do Abate, para resguardo dos policiais em combate.
Julio Richa | 07/02/2018 21h37
Polícia Civil RJ,dividida em duas categorias dicotômicas , Delegados e Agentes. Os Delegados de Polícia além de serem acéfalos, sem tirocínio conseguiram através de loby na Assembléia, Vincularem-se para fins salariais em Quadro de Vencimentos separados dos Agentes. Os Agentes, estão enquadrados num Escalonamento Vertical onde o ápice encontra-se na categoria de Inspetor de 1ª Classe . Como se observa, as categorias dos agentes não tem, qualquer motivação para exercício das atribuições, pois o servidor inicia na classe inferior e termina a carreira na classe superior da mesma categoria.
Erasmo Neto | 07/02/2018 09h16
Segundo tele jornal; funcionários públicos envolvidos com trafico de drogas em Brasilia.Deputado Alberto Fraga;os funcionários públicos são carentes de politicas protetivas?Este é o Estado que chega para oprimir a maior parte do povo brasileiro.Segundo tele jornal:deputada faz acordo com traficantes para ser eleita e é nomeada ministra do trabalho.A cidade do Rio de janeiro perdeu o status de capital federal do Brasil legal;tornou-se a capital federal do crime organizado?Do jogo do bicho para o alto crime organizado,com ligações internacionais?"O plantio é livre a colheita obrigatória".
Nação azul marinho | 06/02/2018 20h55
Precisamos flexibilizar a lei de armas para os guardas municipais , em proteção a sociedade . O rio de janeiro está só tendo mortes todos os dias , vemos na televisão todos os dias . A milhares de guardas municipais , no Rio, em Niterói , Caxias , Belford roxo, volta redonda que já é armada , Paraty , são Gonçalo , dentre outros municípios que existem guardas municipais qualificados para o uso de arma letal . Rio de janeiro do enxuga gelo. Vamos dar o porte de armas para as guardas municipais , e com a ajuda da união , o Brasil será bem melhor . E unificar as forças nas tarefas diárias.
Alex | 06/02/2018 20h45
É um absurdo ver o Rio de janeiro e Niterói sem as guardas armadas e a violências as mortes os roubos , os guardas desarmados não podem fazer nada, havendo poder da polícia na CF , poderão e deveram agir de forma legal. Sou cidadão do Rio de janeiro e estou com muito medo Só na guarda do Rio, pesquisei , são mais ou menos sete mil homens que estariam armados treinados estudados , para proteger as nossas vidas e a deles com seus portes de armas pessoais de calibre restrito . Vamos excelências , fazer o Brasil crescer na segurança das guardas municipais , juntos a todas as polícias.
Marques | 06/02/2018 20h40
Sabendo disso tudo, porque não colocar as guardas municipais treinadas e armadas para dar a devida proteção ao cidadão. Senhores políticos , só falar não adianta. São milhares de homens das guardas municipais , porque não dar constitucionalidade as mesmas para exercerem a segurança pública ? Precisamos muito também das guardas municipais treinadas armadas e com direito de portar armas de calibre restrito iguais aos inspetores penitenciários . Pelo amor de Deus excelências , vamos para com isso, os caras já fazem parte da segurança pública , só falta por no papel.
<< < 1 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.